O casamento perfeito

O casamento perfeito

Range Rover Evoque 2014 e a espantosa caixa automática de nove velocidades

RangeRoverEvoque9Ainda sou do tempo em que, para descrevermos as marchas de uma caixa de velocidades, dizíamos: caixa de velocidades em H

, em que a 1ª ficava na perna esquerda em baixo, a 2ª, na perna direita em cima e a 3ª, na perna direita em baixo. A Marcha Atrás (MA) ficava na perna esquerda, em cima.  Depois vieram as caixas de quatro velocidades que ficavam todas dentro do H e, a Marcha Atrás, ficava fora do H. Com o advento das caixas de cinco velocidades, a coisa complicou-se um pouco mais. Eram precisos um H e mais meio H para albergar a quinta e a marcha atrás. O que há mais por aí. Caixas de seis eram como as de cinco mas com a Marcha Atrás fora do esquema.

PUB

O mesmo se foi passando com as caixas automáticas. Lembro-me dos carros americanos dos anos 40/50 com a alavanca sob o volante com três posições: Marcha Atrás (R), Andar (D de drive) e Estacionar (P de parking). Em D, notavam-se três marchas, uma baixa para o arranque, uma intermédia e uma alta para a estrada. É conveniente lembrar que, naqueles tempos, não havia nem preocupações ambientais nem problemas de custos de combustível, daí que os americanos fizessem enormes carros, pesados, com grandes motores V8 com muito binário mas poucos cavalos para as cilindradas que tinham. Eram motores da ordem dos 5.700 cc., que davam gloriosos 150 cavalos de potência, como os Cadillac.

A electrónica e os constrangimentos ambientes obrigaram os construtores a encontrar soluções de compromisso entre potência, emissões de gases, desempenhos e economia de combustível. Parecia Missão Impossível mas, a verdade é que a indústria automóvel sabe utilizar da melhor maneira as exigências vindas das secretárias dos burocratas.

Saltando alguns anos na história do automóvel – que estas linhas por pouco não se transformavam nisso mesmo – venho encontrar, nos dias de hoje, transmissões automáticas absolutamente fantásticas pela sua eficácia, sua facilidade de utilização e sua fiabilidade. É certo que o domínio da electrónica evoluiu imenso. Hoje em dia, um automóvel pode ter 65 (digo bem, sessenta e cinco) ou mais processadores instalados para controlo das suas mais variadas funções.

E, se até há bem pouco tempo, eu ficava fascinado com as caixas de oito relações (não me refiro a transmissões variáveis de correia e cone) agora, com a de nove velocidades do Range Rover Evoque ... faltam-me adjectivos. Tanto na versão com motor a gasolina como na de motor diesel, encontro-me perante um casamento perfeito.

Usando a expressão habitual, a Land Rover “meteu uma lança em África” com a introdução da nova transmissão de nove marchas, pela primeira vez no mercado.

E não deixa de ser interessante saber que esta preciosidade técnica da ZF é construída na Carolina do Sul – EUA.

Comparada com as caixas automáticas de seis velocidades para motores

transversais dianteiros, a ZF 9HP reduz consumos e emissões de CO2 e é 7,5 quilos mais leve que a de seis que substitui.

Passagens de mudanças directas são possíveis por intermédio das patilhas sob o volante, dando assim um carácter mais desportivo à condução.

A verdade é que, e, automático, não se percebe a troca das velocidades e, para se saber em que marcha se está, caso isso interesse, é necessário recorrer às patilhas. O funcionamento é de tal modo suave que até encanta. O carro está sempre na marcha certa, sejam quais forem as condições do terreno ou o programa que se tenha escolhido como base da tracção uma das cinco opções: terra, lama,  vau, subida, descida, etc..

A verdade é que esta caixa funciona em perfeita harmonia com os motores disponíveis para o Evoque – o 2.2 diesel SD4 de 140Kw (4 cilindros) e o 2.0 gasolina Si4 de 177Kw. Graças a este conjunto tecnológico, os consumos baixaram em 5% e as emissões de CO2 foram reduzidas em 4%.

Fiquei convencido.

HSousa01

Helder de Sousa
Jornalista

- carpressoffice.blogspot.com
- maissempremais.blogspot.com
- cars-vice.blogspot.com

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.