Renault quer somar duas décadas de liderança
Hoje é Terça-Feira, 21 de Fevereiro de 2017

Renault quer somar duas décadas de liderança

Laurent Diot, o Administrador Delegado da Renault Portugal, fala da realidade da marca que é líder de mercado há 19 anos

quarta, 01 fevereiro 2017

LaurentDiot01A realidade da Renault no mercado português que lidera há 19 anos, a gama de produtos do construtor francês e o futuro para uma marca em que a mobilidade eléctrica é já o presente , foram alguns dos temas abordados pelo Director Geral da Renault Portugal, Laurent Diot, na “Entrevista da Semana” conduzida pelo jornalista Jorge Reis para o LusoMotores. Assumidamente satisfeito por esta sua presença em Portugal, para onde veio a partir da Argentina há cerca de dois anos, o responsável máximo da Renault destacou a excelente performance do construtor em Portugal em 2016.

PUB

Com uma quota de mercado de 13,8% (Veículos de Passageiros + Comerciais Ligeiros), a que corresponderam 33.312 automóveis vendidos, a marca Renault liderou, em 2016 e, pelo 19º ano consecutivo, o mercado automóvel em Portugal. Em termos de quota de mercado, o Grupo (Renault + Dacia) atingiu os 16,1%, o valor mais elevado desde 1991, tendo a Renault liderado o mercado de Veículos de Passageiros, com 12,5% de quota de mercado, que corresponde ao melhor resultado da última década.

No mercado de Comerciais Ligeiros, a Renault não só liderou de forma destacada, como obteve, em 2016, com 21,4%, a melhor quota de mercado da sua história em Portugal, e pelo quarto ano consecutivo o Clio foi o modelo mais vendido em Portugal. Aliás, fazendo a análise do comportamento do mercado por modelos, também pela primeira vez na história a Renault garantiu a presença de três modelos (Clio, Mégane e Captur) no Top 5 dos modelos de passageiros mais vendidos em Portugal.

Já em relação a 2017, Laurent Diot aponta como ambição da Renault a possibilidade de garantir a marca histórica de 20 anos consecutivos de liderança do mercado em Portugal, isto depois de em 2016 ter conseguido 12,5% de quota de mercado relativo às vendas dos veículos de passageiros, o melhor resultado da última década.

LaurentDiot02RenaultKadjar01

Este conjunto de resultados espelha o reconhecimento dos Portugueses pelas marcas do Grupo, e, claro, o poder de atração de uma gama completamente renovada que tem como pontas-de-lança o Clio, o Mégane e o Captur. Mas tudo isto não seria possível sem uma forte presença da Renault, em todo o País, através da sua Rede de Concessionários e do empenho e profissionalismo de todos os colaboradores, da Renault e da Rede, em prestar os melhores serviços aos clientes”, afirma Laurent Diot, Administrador-Delegado da Renault Portugal.

O ano de 2017 já em marcha, no qual foi já apresentado o novo crossover Kadjar especialmente produzido para o mercado português, será caracterizado pela continuação da renovação e ampliação da gama da Renault. Assim, e para além do Kadjar, seguir-se-á a quarta geração do Grand Scénic e o crossover Koleos em meados do ano. Além disso, a mobilidade eléctrica é um compromisso reafirmado pela Renault, que mantém o objetivo ser a marca de referência e líder neste mercado. Para isto, o lançamento do novo Zoe ZE 40, que o LusoMotores já teve a oportundiade de conhecer, é também um factor decisivo para atingir esse objetivo.

Todos estes temas foram abordados por Laurent Diot na “Entrevista da Semana" de que agora lhe damos conta e convidamos a acompanhar na íntegra...

entrevista: Jorge Reis

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.