Bianchi Prata traído por água de Marrocos

Bianchi Prata traído por água de Marrocos

Uma garrafa de água foi o detalhe que deitou a perder o dia para o piloto Honda que acabou por perder uma hora em pista

BianchiPrata-Morocco-01Pedro Bianchi Prata iniciou a sua participação no Morocco Desert Challenge com uma longa etapa, num dia em que uma garrafa de água traiu o esforço do piloto português . Os homens da frente cumpriram esta jornada em mais de sete horas, tendo Bianchi Prata acompanhado ao longo de quase toda a prova o grupo da frente, pelo menos até ser traído pela água.

PUB

“Foi um dia duro, muito complicado e cheio de peripécias para mim. Todos os da frente perdemos muito tempo numa nota do roadbook e eu fiz mais 20 quilómetros. Acabei por ter que ir muito devagar para chegar à assistência, senão ficaria sem gasolina, e acabei por perder mais de 15 min. No abastecimento bebi uma água que me pareceu com um sabor estranho, mas não liguei pois estava decidido a recuperar”, começou por dar conta o piloto português dando conta do detalhe da água que viria a ser determinante.

“Arranquei ao ataque e passado 20 quilómetros comecei a apanhar os outros pilotos. Porém, de repente, comecei a ficar tonto e muito mal disposto, tive de parar para vomitar várias vezes e optei para chegar ao final muito tranquilo. A equipa médica foi impecável e já estou a recuperar para amanhã”, salientou Pedro Bianchi Prata que registou ainda assim o sétimo melhor tempo a 1h01m10s do vencedor da etapa.

Amanhã disputa-se a segunda etapa desta grande competição africana que ligará Icht a Foum Zguid, num total de 359 quilómetros cronometrados de pistas rápidas, que vão cruzar a maior zona militar do sul de Marrocos e uma paisagem praticamente desértica onde só será possível encontrar alguém nos postos de controlo militar.

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.