Glassdrive... A aposta na qualidade!

Glassdrive... A aposta na qualidade!

Vasco Azevedo, Director Comercial da Glassdrive em Portugal, apresentou-nos esta rede de substituição e reparação de vidro automóvel

Glassdrive00Se durante as férias de Verão, para quem as teve, viveu a surpresa desagradável de ver uma pedra projectada na estrada para o vidro do seu automóvel, este texto é-lhe dirigido , isto porque o LusoMotores foi conhecer a realidade da Glassdrive, rede líder na substituição e reparação de vidro automóvel, apresentada em entrevista pelo seu Director Comercial, Vasco Azevedo, aqui e ali “cortada” pela actividade do centro Glassdrive de Odivelas, na Estrada da Paiã, afinal um dos 137 pontos de actividade da empresa espalhados por todo o país, nomeadamente em Portugal Continental mas também nas ilhas da Madeira e Açores.

PUB

Perante a sensação de sentir um choque no vidro do seu automóvel e verificar que ficou com um dano mais ou menos visível do mesmo, poderá começar por se questionar se a apólice do seu seguro automóvel contempla a quebra isolada de vidros. Sendo certo que em caso afirmativo ficará mais tranquilo, a verdade é que terá sempre que encontrar forma de substituir o vidro danificado, e é aqui que entra a actividade da Glassdrive que deverá avaliar o estrago e determinar a reparação do vidro ou, se necessário, a sua substituição por um vidro novo que, na Glassdrive, será exactamente igual ao que foi instalado de origem no seu veículo.

Vasco Azevedo, aos 49 anos, leva já doze na condição de Director Comercial da Glassdrive, rede actualmente composta por 137 postos, na sua maior parte membros franchisados e alguns do “master”, rede que foi eleita pelo quinto ano consecutivo como “escolha do consumidor" que tem na aposta na qualidade o seu principal foco.

“Neste momento somos a maior rede, também em termos de serviços somos líderes, e isso também resulta em grande parte pela ligação umbilical que temos à Saint-Gobain Sekurit, entidade que é líder europeu no fabrico de vidro automóvel. Ora, isso dá-nos uma grande diferenciação para a nossa concorrência pois podemos sempre dizer que fazemos todo o processo desde a produção de vidro, desde que é areia, até ao cliente”, explicou o nosso interlocutor destacando ainda a “particularidade”, ou “grande diferenciação”, que resulta do facto da Glassdrive aplica o vidro originaldo automóvel: “Aplicamos o vidro de qualidade original, o vidro que é produzido na Saint-Gobain Sekurit que depois é aplicado com todos os padrões de qualidade e especificações técnicas”.

Glassdrive01Glassdrive03

Um dos problemas nesta área de actividade resulta do facto dos consumidores desconhecerem as características técnicas do vidro. Aliás, para permitir esse conhecimento, a Glassdrive possui hoje um sistema de leitura dessas características, através de um “QR code” introduzido no vidro na sua produção que permite, com um smartphone capaz de fazer a leitura desse símbolo de ligação digital, aceder através de uma aplicação a toda a informação relativa às especificações técnicas do vidro. Vasco Azevedo mostrou-nos isso mesmo, explicando algumas das características que actualmente integram a realidade do vidro automóvel.

Relativamente a um problema relativamente ao qual é praticamente impossível adoptar uma atitude preventiva — em condução, a única prática de algum modo preventiva resulta da manutenção de uma distância de segurança para o veículo da frente para evitar que o nosso automóvel seja atingido pela projecção de pequenas pedras ou detritos que, estando na via, podem “ferir” o vidro do nosso automóvel —, Vasco Azevedo explicou não ser este problema dependente das oscilações do mercado automóvel.

Na verdade, tem mais influência para esta realidade o volume de tráfego automóvel que, naturalmente, quanto maior for maiores serão as ocorrências relativas a danos em vidros automóveis. Por outro lado, a realização de grandes obras públicas, ou acções de construção ou reparação das estradas, acaba por potenciar a possível ocorrência de situações de danos ou quebra de vidros.

Glassdrive06Glassdrive05

Outra atitude que muitos de nós fazemos no dia-a-dia sem nos darmos conta que estamos a por em causa a integridade dos vidros do nosso automóvel é o subir de passeios de forma mais ou menos intempestiva. Se pensa que isso só afecta a direcção do veículo, os pneus ou as jantes, saiba que poderá com essa atitude provocar ao aparecimento de fissuras no vidro do seu automóvel, afectado pela torção do chassis que poderá levar a que o vidro seja tocado nas suas extremidades. 

Quanto à capacidade de reparação, mantém-se uma norma que é conhecida de uma forma mais ou menos generalizada segundo a qual um dano num párabrisas que não exceda o diâmetro de uma moeda de dois euros poderá ser reparado, devendo ainda assim haver a preocupação para que a reparação seja célere para que o vidro não acumule sujidade que prejudique a operação dos técnicos da Glassdrive na correcção. Danos de maiores dimensões implicam a mudança dos vidros, algo que deve mesmo determinar para que o seu automóvel mantenha todas as condições de segurança para as quais os vidros que equipam o veículo também contribuem.

Todas as questões relativas a esta entrevista aconselham no entanto a que acompanhe a mesma na íntegra, um trabalho realizado para as diversas plataformas do LusoMotores já divulgado nas redes sociais da LusoSaber, nomeadamente o Facebook, Twitter, no canal LusoMotores TV através do Youtube.

Glassdrive02Glassdrive04

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.