Já pode programar o “rugido” do seu desportivo

Já pode programar o “rugido” do seu desportivo

O novo Ford Mustang é o primeiro modelo em que os condutores podem programar diferentes sons do motor para horários específicos

Steve-Von-FoersterJá alguma vez sentiu vontade de fazer rugir o motor do seu automóvel logo de manhã ao sair de casa ou à noite à chegada à garagem do condomínio? E soltou toda a potência do "animal" ou teve que se conter para não acordar a vizinhança? Pois bem, a Ford acaba de introduzir um sistema através do qual os condutores podem agora programar quando é que os seus desportivos rugem – ou ronronam – para assegurar que nunca incomodam os seus vizinhos.

PUB

O novo Ford Mustang é o primeiro modelo em que os condutores podem programar diferentes sons do motor para horários específicos, utilizando o modo “Good Neighbour” ("Bom Vizinho") através do qual os proprietários deste desportivo "puro sangue” podem simplesmente transformar o rugir de assinatura Mustang num mais suave ronronar.

A partir de uma ideia originalmente apresentada por um empregado da Ford cujos vizinhos se queixavam do barulho do seu automóvel, a marca da oval azul apostou no desenvolvimento de uma solução para este problema. Afinal, para alguns não há nada melhor do que começar o dia com a sonoridade bem afinada do arranque de um motor de um modelo desportivo. Porém, para outros, como os vizinhos de Steve von Foerster, o referido funcionário da Ford, esse facto poderia terminar com uma chamada para a polícia e um inerente pedido para se baixar o nível de ruído.

Foi este o cenário que o levou a pensar no modo “Good Neighbour” que, a partir de agora, permitirá aos futuros condutores do Ford Mustang programar um rugir mais abrangente só para quando não incomodarem ninguém, ou reduzi-lo um pouco para garantir que se mantenha um ambiente amigável entre a vizinhança mais próxima.

FORD 2017 MUSTANG 01FORD 2017 MUSTANG 02FORD 2017 MUSTANG 04

“Adoro o som de um motor V8, mas este pode ser demasiado elevado e há que não irritar a vizinhança desse modo. Então pensei: 'tem que haver uma maneira de dar às pessoas maior controlo sobre o som de um motor'," comentou von Foerster, um antigo engenheiro que, nos EUA, lidera a equipa de Experiência de Utilizadores da Ford na área de Desenvolvimento de Produto.

De acordo com uma pesquisa recente feita pela Ranker.com, o som de um motor a trabalhar a alta rotação está entre os ruídos que mais irritam os vizinhos, junto com outros mais comuns resultantes do uso de ferramentas eléctricas, dos cães a ladrar e dos ensaios de bandas de música. Apenas o som dos corta-relvas a trabalhar logo pela manhã é ainda mais desgastante.

Alguns modelos desportivos já integram sistemas activos de escape que podem ser ligados e desligados, mas o modo "Bom Vizinho" do Mustang (oficialmente denominado “Quiet Start”), é o primeiro sistema a permitir um agendamento específico. Através do menu do cluster de instrumentação, os condutores podem seleccionar o som pretendido. Podem, por exemplo, programar que, num período compreendido entre as 8 horas da noite e as 7 horas da manhã, os motores façam um menor rugido sempre que colocarem os seus carros a trabalhar, mantendo, assim, o sossego nas imediações.

FORD 2017 MUSTANG 06FORD 2017 MUSTANG 10FORD 2017 MUSTANG 27

Ambos os modos “Quiet Exhaust” e “Quiet Start” vão ser parte integrante do já disponível sistema de temporização activa das válvulas de escape do novo Mustang, o qual ajusta automaticamente o nível de decibéis da nota de escape, de acordo com os diferentes modos de condução, do “Normal” e “Sport” até ao modo “Track”, este último a emitir um satisfatório rugido de 82 decibéis.

“Os sons acima dos 80 decibéis podem começar a irritar as pessoas. Alguns dos sons mais irritantes imagináveis - tais como um moinho de café ou um cortador de relva – operam bem acima dos 80 decibéis”, referiu Matt Flis, engenheiro de desenvolvimento de escapes da Ford. “Com o ‘Quiet Start’ activado, o nível de decibéis do novo Mustang GT vê-se reduzido em cerca de 10 decibéis, para uns mais confortáveis 72 decibéis.”

Refira-se a propósito que a Ford já vendeu perto de 30.000 unidades do Mustang na Europa desde o início de 2015, ano em que o seu icónico desportivo entrou, pela primeira vez e em mais de 50 anos, no circuito de comercialização oficial do Velho Continente. Mais elegante, mais rápido e mais avançado tecnologicamente, o novo Ford Mustang europeu garante um estilo atlético, motores sofisticados e uma suspensão mais evoluída, bem como avançadas funções de assistência á condução.

Share

Copyright © 2012 LusoSaber - Todos os direitos reservados.