Mais do que oferecer uma gama híbrida ou eléctrica, o construtor sul-coreano quis criar um modelo que permitisse a opção entre três formas diferentes de mobilidade sustentável. Nasceu assim o Ioniq, primeiro um híbrido convencional, depois um Plug In e, mais tarde, um eléctrico, o Ioniq Eletric.

Sobre este último, porventura o que mais curiosidade poderá suscitar entre aqueles que acompanham as evoluções do mundo automóvel, apresenta-se no mercado com um motor síncrono com 120 CV de potência e 295 Nm de binário, unido a uma bateria de 28 kWh para uma autonomia anunciada de 280 quilómetros.

Já no que diz respeito à versão híbrida Plug In do Ioniq, encontramos um motor a gasolina adicionado ao motor eléctrico, para um resultado final de 141 CV e 265 Nm de binário. A autonomia eléctrica anunciada neste caso é de 63 km, num carro equipado com uma caixa de dupla embraiagem que se destaca pela qualidade dos materiais, posição de condução e interior espaçoso.

Quanto a preços, estes oscilam entre os 33.322 euros do híbrido e os 39.500 euros do modelo eléctrico daquele que se apresentou como a primeira incursão da marca coreana no mundo dos eléctricos, isto antes de avançar para o recente Kauai eléctrico, um modelo de que falaremos mais tarde quando o LusoMotores avançar para o seu ensaio já em 2019.

©LusoMotores/Consilcar Magazine

Hyundai Ioniq Electric 02

Hyundai Ioniq Electric 03

InstagramLM Botao 

Pin It