O lançamento em Portugal no início do novo ano de quatro grandes novidades no seio da marca Mazda, nomeadamente as gerações 2019 dos modelos Mazda CX-3, Mazda CX-5, Mazda6 e Mazda MX-5 (soft-top e RF), formam um verdadeiro “poker” de novidades em redor das quais se concentrou o diálogo com os jornalistas durante aquilo que os responsáveis da marca em Portugal resolveram chamar de “Apresentação Geração Mazda 2019”, no passado dia 10 de Janeiro em Lisboa. Para além daqueles quatro renovados modelos, o salto quantitativo e qualitativo nos equipamentos mas, principalmente, ao nível das tecnologias SKYACTIV, nos motores e nas soluções de segurança e apoio à condução, e a chegada dos motores a gasolina Skyactiv que pela primeira vez passam a estar disponíveis em toda a gama de modelos Mazda, com a chegada imediata, concentraram as atenções, num dia em que também o LusoMotores pôde tomar contacto esta motorização equipada no SUV mais vendido da marca, o Mazda CX-3.

Tendo a Mazda Motor de Portugal e a sua rede de concessionários iniciado o ano de 2019 em grande escala, escolhendo os primeiros meses para efectuar o lançamento em Portugal das quatro grandes novidades na marca, concretamente as gerações 2019 dos SUV Mazda CX-3 e Mazda CX-5, do topo de gama Mazda6 e do Mazda MX-5, modelo que continua a ser o roadster mais vendido do mundo nas declinações soft-top e RF, revelaram-se assim diversos os motivos de interesse deste contacto com a marca nipónica em que as estreias em cada uma das gamas neste arranque de novo ano são vastas e abrangem todos os domínios, dos pormenores de carroçaria, aos detalhes que se escondem debaixo da mesma, seja nos enriquecidos interiores ou nas soluções mecânicas, mais escondidas aos nossos olhos, mas sempre alertas para garantir as sensações de condução jinba ittai– expressão japonesas que ilustra um “cavalo e o seu cavaleiro como um todo”, de que a Mazda é orgulhosamente percursora.

Começando pelo início e o mais óbvio nesta apresentação, os dois novos motores agora permitidos para o 'best-seller' Mazda CX-3 prometem dar argumentos novos a um modelo que, por si só, é já um caso sério de popularidade, tendo-se tornado um 'best-seller' logo desde o seu lançamento em 2015, chegando mesmo a representar quase 50% das vendas da marca num alargado período temporal. Agora, com a renovação para 2019, o Mazda CX-3 surge com respostas ao feedback dos clientes, garantindo a marca representar este CX-3 “avanços significativos quer em termos de concepção, como nas tecnologias associadas a diferentes áreas chave.”

Com um design que continua particularmente agradável, unindo a imagem radical a uma elegância apelativa, este SUV compacto da Mazda combina um interior flexível e orientado para o condutor com um nível de engenharia em que fica clara uma grande atenção ao detalhe, tornando-se numa proposta agora ainda mais atraente. Em termos de design exterior, damos agora conta de uma grelha dianteira actualizada, adopção de combinações LED nas ópticas traseiras, novas jantes de liga leve de alumínio e, em estreia na gama CX-3 de 2019, a cor Soul Red Crystal, exclusiva da Mazda. A bordo, o interior apresenta uma consola central redesenhada, com travão de estacionamento electrónico e espaço de arrumação multi-usos no apoio de braços central.

Novos motores fazem toda a diferença

É no capítulo mecânico que se regista a evolução mais significativa no Mazda CX-3, não só pela adopção de um novo motor diesel Skyactiv-D de 1,8 litros — consumo combinado a partir de 5,2 l/100 km e emissões de CO2 combinadas a partir de 157 g/km —, com boas prestações e baixos níveis de emissões, como pela estreia absoluta no nosso país, nesta gama, de um motor a gasolina Skyactiv-G de 2,0 litros — consumo combinado a partir de 6,6 l/100 km e emissões de CO2 combinadas a partir de 160 g/km —, blocos dotados de diversas inovações, como pistões com cabeças recortadas e injectores de elevada dispersão. Estes desenvolvimentos técnicos garantem um elevado binário ao longo de toda a faixa de rotações e determinam melhores consumos em condições reais de utilização. Ambos os motores cumprem a nova norma de controlo de emissões Euro 6 d-temp, incluindo o teste de emissões em condições reais (RDE).

Ainda a propósito destes novos motores, a adopção dos mais recentes desenvolvimentos na nova geração da Arquitectura-Skyativ da Mazda possibilitou uma evolução significativa da performance de condução na perspectiva da total optimização do veículo centrada no ser humano. Uma nova afinação das suspensões, pneus de nova geração e o uso de uretano na construção dos bancos dianteiros, são apostas da Mazda visando permitir mais silêncio e conforto em andamento para uma experiência de condução ainda mais envolvente. Do que pudemos verificar com ambos os motores num percurso entre Lisboa e a a Quinta de Sant'Ana, em Mafra, mais propriamente no Gradil, o isolamento sonoro do habitáculo é efectivo, como é agradável também o conforto permitido e a resposta dinâmica de ambos os blocos, ficando para outros ensaios mais prolongados uma análise a questões como a capacidade de resposta, consumos e comportamentos mais detalhados.

Certo é que para além dos motores, também a segurança evoluiu significativamente, passando o Mazda CX-3 2019 a adoptar uma versão actualizada do Advanced Smart City Brake Support (Advanced SCBS), que a marca anuncia agora com capacidade reforçada para detectar peões à noite. Esta e outras funcionalidades de segurança, tais como o Mazda Radar Cruise Control (MRCC) com função Stop & Go e um retrovisor anti-encandeamento, que por certo teremos igualmente capacidade de testar em ensaios futuros, pretendem assegurar um nível de segurança mais elevado em todas as situações de condução.

Em Portugal a gama Mazda CX-3 2019 compõe-se dos habituais níveis de equipamento Evolve e Excellence, com características e conteúdos distintos, onde novidade é a edição especial Advance. Dependendo das versões, o modelo pode ver-se complementado por um sistema de tracção integral –iAWD e caixa automática Skyactiv-Drive, em conjunto ou separadamente.

Já em relação aos preços do Mazda CX-3 2019, que podem ser consultados aqui com o LusoMotores de acordo com a tabela fornecida pela marca, iniciam-se nos 27.032 euros para as variantes com motor Skyactiv-D 1.8 e nos 29.358 euros para as unidades equipadas com o bloco Skyactiv-G 2.0, sendo necessário fazer a ressalva que em ambos os casos estes preços dizem respeito à comercialização de versões sem pintura metalizada.

Mazda6 com a mais abrangente renovação de sempre

Se o Mazda CX-3 concentrou as atenções dos jornalistas neste dia dedicado à marca nipónica que tem no roadster MX-5 o seu modelo mais icónico, também o Mazda6 na sua geração de 2019 esteve em foco por traduzir aquilo que a marca garante ser “a mais abrangente actualização de sempre” num modelo que, muito, naturalmente, continua a diferenciar-se pela adopção de duas carroçarias distintas (Sedan e Wagon), apontando a targets igualmente diferenciados, numa oferta de qualidade reforçada em praticamente todos os detalhes do modelo topo de gama da Mazda.

Adoptando um design exterior mais amadurecido, elegante e requintado, bem como com uma completa actualização do habitáculo, onde se incluem bancos dianteiros e traseiros totalmente novos, revestimentos e acabamentos de qualidade premium em todos os detalhes de construção, o Mazda6 2019 também apresenta novidades em termos de segurança, pela gama ainda maior de sistemas de ajuda ao condutor que transporta a bordo, graças à adopção de funções de segurança i-Activsense, tais como o Mazda Radar Cruise Control com Stop & Go e um Ecrã a 360°.

Já no capítulo mecânico há igualmente muito a dizer, não só decorrente de um conjunto de novas tecnologias adoptadas que pretendem melhorar o desempenho de todos os grupos propulsores Skyactiv, numa dinâmica de condução incrementada pelo aumento da rigidez da carroçaria, alterações na direcção e na suspensão, maior eficiência aerodinâmica e redução dos níveis NVH (Ruídos, Vibrações e Aspereza), como pela própria representação no nosso mercado, passando o bloco diesel de muito baixas emissões Skyactiv-D 2.2 (variantes de 150 e 184 cv), a ver-se acompanhado por dois novos motores a gasolina Skyactiv-G 2.0 (145 cv às 6000 rpm e 213 Nm às 4000 rpm) e Skyactiv-G 2.5 (194 cv às 6000 rpm e 258 Nm às 4000 rpm), todos homologados de acordo com os requisitos do novo ciclo de testes de consumos WLTP/RDE e cumprindo com as normas de controlo de emissões Euro 6d.

Registando aumentos de binário a baixas rotações para acelerações mais rápidas nos arranques, alterações na rapidez da aceleração face à optimização da resposta do pedal de acelerador, o motor Skyactiv-D 2.2 — com consumo combinado a partir de 5,1 l/100km e emissões de CO2 combinadas a partir de 137 g/km — adopta, entre outras soluções, a Combustão Rápida Multi-estágio, um novo design faseado dos êmbolos (pistões) ovais, um novo sistema de Redução Catalítica Selectiva (SCR) à base de ureia, acrescendo um novo sistema de duplo turbo de dois estágios, com geometria variável, na variante mais potente (184 CV às 4.000 rpm e 445 Nm às 2000 rpm). A unidade menos potente desenvolve 150 CV às 4.500 rpm e 380 Nm entre as 1800 e as 2600 rpm.

Novidade é a introdução de motores a gasolina na gama Mazda6 2019, através de dois blocos: o motor Skyactiv-G 2.0 — com consumo combinado a partir de 6,7 l/100km e emissões de CO2 combinadas a partir de 152 g/km — com novas condutas de admissão, maior pressão da pulverização de combustível e novos bicos nos injectores multi-orifícios, novos pistões e saias hexagonais, válvula de controlo do líquido de refrigeração, entre outras características.

Com um binário a baixo regime aumentado, os ganhos em termos de consumos de combustível são facilmente compatíveis com os ciclos de testes WLTP/RDE, ficando abaixo do número máximo de partículas sem necessidade de um filtro de partículas. Já o motor Skyactiv-G 2.5 — com consumo combinado a partir de 7,4 l/100km e emissões de CO2 combinadas a partir de: 167 g/km — que apresenta uma elevada taxa de compressão de 13.0:1, conta com um bloco dos cilindros em liga de alumínio e um veio de equilíbrio para redução dos ruídos de baixa frequência. Um novo sistema de desactivação de cilindros introduzido pela primeira vez nos Mazda6 reduz os consumos a uma velocidade constante de 80 km/h.

Em Portugal, nesta fase inicial, o Mazda6 2019 apenas estará disponível com o bloco a gasolina Skyactiv-G 2.0 de 145 cv no nível Excellence Navi. No final do primeiro semestre chegará ao mercado o motor diesel Skyactiv-D 2.2 (com ambas as potências), altura em que também estará disponível o bloco Skyactiv-G 2.5, se bem que apenas por encomenda. Em termos de gama, a aposta é feita no nível Excellence e, dependendo das versões, o modelo pode ver-se complementado por tracção integral iAWD e caixa automática Skyactiv-Drive, em conjunto ou separadamente.

Os preços do Mazda6 2019 dividem-se, neste fase, nos 41.591 euros da variante de 4 portas do Mazda6 2.0 SKYACTIV-G 145 cv Excellence Pack Leather Navi, e os 41.708 euros da respectiva Station Wagon, também aqui com estes preços a dizerem respeito às versões sem pintura metalizada).

Mazda MX-5 Soft-top e MX-5 RF reforçam prazer de condução

Continuando a dar conta das novidades na Mazda para 2019 não poderíamos deixar de ter em conta a geração 2019 do “roadster mais vendido do mundo”, o icónico Mazda MX-5, o qual chega ao mercado nacional com um importante reforço de argumentos capazes de sublinhar as suas características associadas ao prazer de viajar a céu aberto e à inigualável experiência de condução Jinba Ittai. 

Ambas as versões — soft-top e RF (Retractable Fastback) — deste ícone da Mazda integram renovados argumentos em termos de performance e dinâmica, soluções mais evoluídas nas tecnologias de segurança i-Activsense, e refinamentos no design e conteúdos, tornando aquele que a marca aponta como “o roadster favorito do planeta” ainda mais excitante e agradável de conduzir. A renovação ao nível dos motores a gasolina Skyactiv-G, de 1.5 e 2.0 litros, integra evoluções nos processos de combustão e ao nível do binário, indo ao encontro da nova norma de testes WLTP/RDE e das emissões Euro 6d Temp. Ambos beneficiam de um novo controlo de aceleração para minimizar o denominado lag entre as solicitações do acelerador e a resposta do motor.

Adicionalmente, o motor Skyactiv-G 2.0 conta com um tecto de rotações mais elevado e uma renovada acústica, passando das anteriores 6.800 rpm para as 7.500 rpm. A potência máxima sobe dos 160 para os 184 cv às 7.000 rpm e o binário máximo dos 200 para os 205 Nm às 4.000 rpm. Menos representativa é a evolução do sofisticado motor a gasolina Skyactiv-G 1.5, agora com uma potência máxima ligeiramente mais elevada (muito ligeiramente), de 131 para 132 cv às 7.500 rpm, e um binário máximo de 150 para 152 Nm às 4.500 rpm, resultando num propulsor de consumos muito baixos e uma muito capaz performance ambiental.

O modelo passa a contar com cinco novas tecnologias de segurança do pacote i-Activsense:

— Advanced Smart City Brake Support, que detecta veículos e peões que surjam na frente do carro, ajudando a evitar colisões;
— Smart City Brake Support (Reverse), sistema que detecta situações semelhantes atrás do MX-5, em termos de veículos e obstáculos;
— Driver Attention Alert;
— Traffic Sign Recognition System;
— Câmara de Visão Traseira;

O multi-premiado design 'Kodo – A Alma do Movimento' vê-se enriquecido com um acabamento de pintura mais escurecido para as jantes de liga leve de 16 e 17 polegadas, bem como a disponibilidade de uma nova capota de lona em tom castanho (só soft-top).

Dividida entre variantes soft-top e RF, a gama Mazda MX-5 2019 compõe-se dos habituais níveis de equipamento Essence (só soft-top) Evolve e Excellence, aos quais podem ver-se associados os diferentes packs de equipamentos ou acessórios, permitindo diferentes personalizações de ambas as variantes deste roadster. Quanto a preços para o Mazda MX-5 2019, iniciam-se nos 25.302 euros para a variante soft-top e nos 29.908 euros para o RF - Retractable Fastback, isto quando equipados com o bloco Skyactiv-G 1.5. Os preços passam para 39.667 euros (ST) e 42.192 euros (RF), quando a opção em termos de motorização assentar no bloco Skyactiv-G 2.0, uma vez mais tendo em conta as versões sem pintura metalizada.

Motores a gasolina Skyactiv-G reforçam Mazda CX-5

Concluindo a ”digressão” pelas novidades da Mazda neste arranque de 2019 chegamos à realidade do agora renovado Mazda CX-5, o SUV maior desta marca nipónica que recebe igualmente os novos motores a gaolina Skyactiv-G. Lançado em 2012, o Mazda CX-5 foi o primeiro modelo de nova geração da Mazda caracterizado quer pelo design Kodo - A Alma do Movimento, quer pela tecnologia Skyactiv. Prova da eficácia da filosofia Jinba Ittai da Mazda e do seu design e filosofia de engenharia centrada no ser humano, o CX-5 não só recebeu elogios pelo seu design dinâmico e pela performance e condução ágil e envolvente, como também se tornou num modelo-chave em termos de vendas, registando aproximadamente 25% das vendas anuais da Mazda, acabando mesmo por ser o modelo mais vendido da Mazda na Europa.

Com lançamento previsto para Fevereiro, o Mazda CX-5 2019 deverá permitir a evolução desta história de sucesso, refinando todos os aspectos da abordagem de design exclusiva da Mazda e adoptando sofisticadas tecnologias Skyactiv, prometendo a marca, com tudo isso, “um veículo inteligente, espirituoso e elegante, que traz toda uma nova dimensão de prazer de condução aos clientes SUV, ao mesmo tempo que o eleva a um patamar de novos níveis de sofisticação, dando-lhe uma personalidade distinta e dinâmica, concebida para apelar à sensibilidade do amadurecido cliente SUV, numa carroçaria de formato simultaneamente simples e ousado, maduro e elegante, em que as suas superfícies assumem uma importância fruto das transições da luz refletida, nomeadamente na nova cor Soul Red Crystal.”

Inteiramente centrado no ser humano, o design interior do novo CX-5 foi concebido com o foco na ergonomia da cabine, assumindo um layout elegante, durável e espaçoso, com uma meticulosa atenção ao detalhe e na utilização de materiais, bem como para com o correcto ajuste de componentes e acabamentos. Do ambiente interior ao conforto dos bancos e ao funcional volante de nova geração, passando pelas soluções de apoio à condução ou de conveniência, com a porta traseira de accionamento eléctrico, o ecrã central de 7 polegadas (primeiro na Mazda a adoptar ligação óptica que reune ecrã de cristais líquidos e o painel de toque, suprimindo-se os reflexos e permitindo uma imagem mais nítida.

Em termos mecânicos, o Mazda CX-5 2019 chegará com todo um paralelo à oferta mecânica do Mazda6 2019, desde o bloco diesel de muito baixas emissões Skyactiv-D 2.2 com duas variantes de potência (150 CV às 4.500 rpm e 380 Nm entre as 1800 e as 2600 rpm e 184 CV às 4.000 rpm e 445 Nm às 2000 rpm), aos dois novos motores a gasolina Skyactiv-G 2.0 (145 cv às 6000 rpm e 213 Nm às 4000 rpm) e Skyactiv-G 2.5 (194 cv às 6000 rpm e 258 Nm às 4000 rpm), todos homologados de acordo com os requisitos do novo ciclo de testes de consumos WLTP/RDE e cumprindo com as normas de controlo de emissões Euro 6d. As propostas diesel e gasolina mais potentes podem ver-se associadas à tracção integral i-AWD e à caixa automática Skyactiv-Drive, em conjunto ou separadamente.

Clique na imagem e conheça mais detalhes sobre o novo Mazda MX-5...MazdaCX5

Outros aperfeiçoamentos ao nível da resposta e controlo são possíveis através da evolução do Skyactiv-Body, do Skyactiv-Chassis e das tecnologias Skyactiv Vehicle Dynamics presente no novo CX-5, nomeadamente o sistema G-Vectoring Control (GVC), transmitindo uma sensação de completo comando do veículo. Todos os seus movimentos combinam-se com os inputs do condutor na aceleração, direcção e travagem de um modo tão preciso quanto possível.

Com tudo isto, a gama Mazda CX-5 2019 dividir-se-á entre os habituais níveis de equipamento Essence, Evolve e Excellence, que podem ser complementados pelos diversos packs de equipamento, individuais ou em conjunto, havendo ainda que ter em conta a integração na gama de uma Special Edition, com conteúdos específicos. Deste modo, os preços do Mazda CX-5 2019 iniciam-se nos 32.383 euros para as variantes 2WD com motor Skyactiv-G 2.0, ou nos 55.224 euros se dotado do motor Skyactiv-G 2.5. Na vertente diesel a nova gama CX-5 arranca nos 36.338 euros do bloco Skyactiv-D de 150 cv, ou nos 57.999 euros para as versões Skyactiv-D de 175 cv com sistema AWD, uma vez mais tendo aqui em conta as versões sem pintura metalizada.

A análise individual a cada um destes modelos será publicada mais tarde aqui no LusoMotores, decorrente desta apresentação, mas também na sequência de cada um dos ensaios que tivermos oportunidade de fazer, naturalmente para seu conhecimento, sempre nos conteúdos do site www.lusomotores.com e das diversas plataformas e redes sociais a ele associadas. Para já, fica a nossa proposta para que consulte aqui a lista de preços e equipamentos e avalie você mesmo os respectivos valores.

reportagem: Jorge Reis | LusoMotores

InstagramLM Botao 

Pin It