Stellantis passa ser a denominação do novo grupo que resulta da fusão entre a FCA – Fiat Chrysler Automobiles – e o Groupe PSA, de acordo com um comunicado hoje divulgado e que dá conta daquilo que é indicado como “um importante passo” para a conclusão da fusão 50:50 daqueles dois Grupos, “conforme definido no Acordo de Combinação anunciado a 18 de Dezembro de 2019”. Fica assim definido o nome corporativo do novo grupo, ficando para já por conhecer o logótipo, ou mesmo se será utilizado algum para acompanhar o nome agora revelado.

Sobre o termo Stellantis, este tem origem no verbo latino "stello", que significa "iluminar com estrelas". O nome, ainda de acordo com o comunicado divulgado ao final da tarde desta quarta-feira, “inspira-se nesse novo e ambicioso alinhamento de marcas automóveis lendárias e com culturas empresariais fortes que, com esta união, criam um dos novos líderes da próxima era da mobilidade, ao mesmo tempo que preservam todo o valor excecional da nova empresa, bem como os valores das partes a constituem.”

Stellantis deverá ainda combinar “a escala de um negócio verdadeiramente global com uma excecional amplitude e profundidade de talento, conhecimento e recursos capazes de fornecer as soluções de mobilidade sustentável para as próximas décadas”. As origens latinas do nome pretendem homenagear a história das empresas fundadoras, enquanto a evocação da astronomia capta o espírito de otimismo, energia e renovação que impulsionam esta fusão que pretende mudar o setor automóvel.

StellantisWhite

O processo de identificação do novo nome começou logo após o anúncio do Acordo de Fusão e as administrações de ambas as empresas estiveram intimamente envolvidas ao longo de todo o processo, com o apoio do Publicis Group. Sabe-se agora também que o nome Stellantis será usado exclusivamente para se referir ao Grupo “como uma marca corporativa”.

O próximo passo no processo será a revelação de um logótipo, que juntamente com o nome, se tornará a identidade da marca corporativa. Entretanto, no que diz respeito às marcas que ficam no universo deste novo Grupo, os nomes e os logótipos dessas marcas permanecerão inalterados.

A conclusão do projeto de fusão é esperada para o primeiro trimestre de 2021, sujeita às habituais condições de fecho de negociações, incluindo a aprovação pelos acionistas de ambas as empresas, nas respetivas Assembleias Gerais Extraordinárias, e a satisfação de análises de concorrência e outros requisitos regulatórios.

StellantisBlack

A propósito dos Grupos que agora dão origem ao Grupo Stellantis, será importante recordar que a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) é um fabricante global de automóveis que desenha, projeta, fabrica e comercializa veículos num portfólio de marcas onde se encontram a Abarth, Alfa Romeo, Chrysler, Dodge, Fiat, Fiat Professional, Jeep, Lancia, Ram e Maserati. Também vende peças e serviços sob a marca Mopar e opera nos setores de componentes e sistemas de produção sob as marcas Comau e Teksid.

Já o Groupe PSA detém cinco marcas automóveis – Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall  – e propõe uma ampla gama de serviços conectados e de mobilidade através da sua marca Free2Move. As suas atividades também se estendem ao financiamento automóvel, através do Banque PSA Finance, e aos equipamentos para automóveis, através da Faurecia.

Recorde-se que o acordo entre estes dois Grupos do mundo automóvel e que permite o surgimento daquele que será o quarto Grupo automóvel a nível mundial foi assinado por Mike Manley, líder da FCA desde a saída de Sergio Marchionne por motivos de saúde (Marchionne viria a falecer em Julho de 2018), e Carlos Tavares, o português que é líder máximo do PSA Groupe e que passa a ser CEO do Grupo Stellantis.

FCA PSA ApertoDeMao

LusoMotores

Pin It