O novo CEO da Seat, Wayne Griffiths (que assumiu o lugar deixado vago por Luca de Meo) é um otimista e deixou claro que para a Seat o copo estará meio cheio. Tudo porque o mês de setembro, segundo o britânico, correu muito bem e “o quarto trimestre parece muito bom para a Seat e para a Cupra, tudo porque o nosso investimento em novos produtos nos colocou em excelente posição para recomeçar a crescer quando os mercados voltarem ao normal.”

Griffiths que será o CEO da Seat a partir de amanhã, dia 1 de outubro, manterá a liderança da Cupra, está muito orgulhoso do Formentor que começou a produção em Barcelona, o que levou os níveis de produção para as cifras experimentadas antes da pandemia. Palavras de Wayne Griffiths. Outra declaração do novo CEO da Seat manteve o compromisso de começar a produção de veículos elétricos em Martorell a partir de 2025, tendo como condicionante o tamanho do pacote de ajudas do Governo espanhol.

Em junho, o executivo de Pedro Sanchez anunciou um pacote de ajudas de 3,7 mil milhões de euros para a industria automóvel.

JMC

Pin It