É já este fim de semana que se realiza na cidade do Porto a quarta edição do Salão do Automóvel Híbrido e Elétrico (SAHE), um certame no qual uma das marcas que irá marcar presença será a alemã Opel que ali irá expor as novidades mais recentes com motorização elétrica, nomeadamente o Opel Corsa-e e o híbrido ‘plug-in’ Grandland Hybrid.

Para o público que aceder ao evento estarão disponíveis unidades para ‘test drives’ cabendo a representação da marca aos concessionários Auto Industrial Porto e Caetano Technik.

Será assim possível conhecer de perto, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, entre os dias 23 e 25 de outubro, naquele que será mais um importante evento do calendário da mobilidade elétrica em Portugal, a realidade do Opel Corsa-e, apresentado pelo construtor como “o automóvel elétrico para todos”.

Opel Corsa-e... o eléctrico acessível

Se o Opel Corsa tem sido ao longo das suas várias gerações um dos modelos mais populares do seu segmento com motorização convencional, agora na sexta geração surge pela primeira vez com uma versão elétrica a bateria, com autonomia até 337 quilómetros (WLTP). Afinal, com o Corsa, a Opel acredita que será possível retirar a mobilidade elétrica da atual existência de nicho, propondo para tal o Corsa e a preços a partir de 29.990 euros.

O novo Corsa e destaca-se pelo equipamento completo, logo a partir da versão de entrada Selection, encontrando-se este modelo dotado da mais avançada tecnologia em mobilidade elétrica, concebido a pensar na utilização do dia-a-dia. A bateria de 50 kWh pode receber carga rápida, atingindo até 80 por cento da sua capacidade em 30 minutos. O Corsa-e está preparado para todas as opções de recarregamento – ‘wallbox’, carga rápida ou cabo para tomadas domésticas – e a bateria possui cobertura de garantia de oito anos/160.000 km.

O condutor pode optar entre três modos de condução: Normal, Eco e Sport. O modo Sport aumenta a dinâmica, mesmo que isso represente um efeito pouco significativo na autonomia. No modo Eco, o sistema de motorização do novo elétrico da Opel está configurado para apoiar o condutor a alcançar a máxima eficiência na utilização da energia. O Corsa-e alia a utilização sem emissões a uma condução dinâmica. Com 136 cv de potência (100 kW) e 260 Nm de binário instantâneo, este automóvel destaca-se pela capacidade de resposta, pela agilidade e pelas ‘performances’. O Corsa-e acelera de zero a 50 km/h em 2,8 segundos ou atinge os 100 km/h em 8,1 segundos, colocando-se ao nível de um modelo desportivo. A velocidade máxima de 150 km/h está limitada eletronicamente.

Opel Grandland X Hybrid... o ‘plug-in’ high-tech

O outro modelo em destaque nas propostas da Opel presentes no SAHE será o Opel Grandland X Hybrid, e nomeadamente a versão ‘plug-in’ Grandland X Hybrid4, de tração às quatro rodas, com 300 cv de potência, para um modelo que viu a sua gama ser alargada recentemente com a variante Hybrid de tração dianteira.

O novo Grandland X Hybrid ‘plug-in’ com tração às rodas dianteiras apresenta-se com opção de dois níveis de equipamento, GS Line e Ultimate, com preços a partir de 46.725 euros.

Aliando um motor elétrico e um propulsor a gasolina 1.6 sobrealimentado, o sistema de motorização do Grandland X Hybrid debita uma potência máxima de 225 cv (165 kW) e binário máximo de 360 Nm. O consumo médio obtido de acordo com a nova norma WLTP é de 1,5-1,4 l/100 km, com emissões de CO2 de 34-31 g/km. Em modo de funcionamento puramente elétrico, o novo Opel oferece autonomia até 57 quilómetros no ciclo WLTP (60 a 65 km no ciclo NEDC), que pode alcançar 70 quilómetros circulando exclusivamente em circuito urbano.

Para aumentar o grau de eficiência, o Grandland X Hybrid está dotado de um sistema sofisticado de travões capaz de recuperar energia resultante da inércia da travagem ou da desaceleração.

LusoMotores

Pin It