Torna-se efectiva a partir deste sábado, 16 de Janeiro, a fusão dos grupos PSA e FCA para dar lugar à Stellantis, grupo automóvel que vai concentrar diversas marcas provenientes dos dois grupos agora desaparecidos, nomeadamente a Peugeot, Citroen, Opel e DS, mas também a Fiat, Abarth, Alfa Romeo, Jeep e Chrysler, entre outras.

Conclui-se assim o processo de fusão entre a Peugeot S.A. (“Groupe PSA”) e a Fiat Chrysler Automobiles N.V. (“FCA”), que dá dar lugar à criação da Stellantis N.V. (“Stellantis”).

Deste modo, e tal como foi anunciado, as ações ordinárias da Stellantis serão negociadas na Euronext, em Paris, e no Mercato Telematico Azionario, em Milão, a partir de segunda-feira, dia 18 de janeiro de 2021, e na New York Stock Exchange, a partir de terça-feira, dia 19 de janeiro de 2021, em ambos os casos com o símbolo de registo “STLA”.

O português Carlos Tavares, atual CEO do Grupo PSA, assume as funções de CEO desta nova entidade, a Stellantis, a qual garante desde já o quarto posto em dimensão entre os grupos presentes no sector automóvel.

FCA PSA

LusoMotores
Pin It