Foi apresentado nos últimos dias pela Volkswagen o resultado da renovação que o construtor germânico determinou para o modelo Arteon, agora com uma carrinha Volkswagen Arteon Shooting Brake, também um Volkswagen Arteon R, novo topo de gama da marca, e uma variante híbrida plug-in, o VW Arteon eHybrid. Novidades na imagem através de jantes, grelha e uma nova assinatura luminosa são apenas alguns dos detalhes a destacar no novo VW Arteon, modelo que mereceu ainda a criação de um novo interior com uma consola mais tecnológica e uma iluminação ambiente que lhe permite outro conforto para quem nele viaja.

A carrinha Volkswagen Arteon Shooting Brake permite para este modelo uma variante claramente familiar e distintiva com um ganho de altura no habitáculo e melhores condições de acesso, nomeadamente aos lugares traseiros. Depois, porque quem viaja nesta carrinha precisará de transportar a sua bagagem sem que isso comprometa o espaço dos viajantes, uma referência para o 565 litros de volume da bagageira da carrinha, mais dois litros do que os 563 litros permitidos pela bagageira do carro. Refira-se que esta capacidade aumenta para os 1632 litros na carrinha com os bancos traseiros rebatidos, situação em que o carro responde com uma capacidade de 1557 litros na mesma configuração.

Nota ainda para o aparecimento da variante R nas duas carroçarias, permitindo um Arteon R equipado com um motor de quatro cilindros em linha 2.0 l, afinal bem conhecido em outros modelos da marca ou até mesmo do “universo” do Grupo Volkswagen. Para este Volkswagen Arteon R é permitido um bloco capaz de debitar 320 cv entre as 5350 e 6500 rpm e um binário de 420 Nm às 2000 rpm, tudo isto acoplado a uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades (DSG).

Nota ainda para o facto do VW Arteon R equiparem jantes de 20″ num automóvel que permite uma distância ao solo reduzida em 20 mm, para-choques exclusivos e saídas de escape desportivas.

Se a opção do cliente Volkswagen apontar para uma versão mais ecológica e amiga do ambiente, o construtor germânico propõe ainda variantes híbridas plug-in — Arteon eHybrid e Arteon Shooting Brake eHybrid —, em ambos os casos equipadas com a junção entre um motor de combustão 1.4 TSi de 156 cv e um bloco elétrico de 115 cv, tudo para uma potência final de 218 cv. O motor eléctrico é alimentado por uma bateria de iões de lítio de 13 kWh capaz de permitir uma autonomia 100% eléctrica até 54 km.

Estas variantes electrificadas equipam ainda transmissões DSG de seis velocidades para uma solução final de tracção dianteira, tudo em automóveis que permitem condução semi-autónoma (nível 2) graças ao Travel Assist já conhecido em modelos do grupo VW.

A bordo encontramos o sistema MIB3, o painel de instrumentos digital agora de série, também um novo volante multifunções e outros comandos digitais, nomeadamente para gerir os diferentes parâmetros relativos à climatização.

Resta agora aguardar mais algum tempo para sabermos quando é que estas propostas da Volkswagen poderão chegar ao mercado nacional e quais os valores que irão ser propostos para a sua comercialização, perguntas para as quais daremos as respostas em tempo útil.

LusoMotores
Pin It