Januário Barrocas, 46 anos, é funcionário da Consilcar agora desde 2007, depois de uma primeira passagem pela empresa que começou em 1991. Pelo meio, mais do que um divórcio e uma reconciliação com a empresa, houve a necessidade de “um ganhar de experiência.”

A missão de Januário Barrocas no seio da equipa da Consilcar passa pela colocação da empresa e dos seus produtos no imenso mundo virtual que é permitido hoje em dia pela Internet. “O meu trabalho centra-se onde tudo começa, no contacto com o cliente. Nos automóveis usados, como em qualquer ramo, existem várias etapas, e no meu caso estou no início do contacto com o cliente, através do ambiente virtual permitido pelo online”, explica o nosso interlocutor, dando conta do que é a colocação e promoção de produto através da grande janela virtual.

O online, garante Januário Barrocas, “é fundamental em qualquer negócio e essencial no ramo automóvel”. “Através das características das viaturas que são publicadas, mas também pelas fotografias, chegamos depois ao contacto directo com o cliente, seja por correio electrónico, seja mesmo por telefone numa fase posterior.”

É claro que este mundo virtual também permite ficar por vezes ‘com um pé atrás’, tratando-se de um mundo em que ‘nem tudo o que parece é efectivamente’. Este elemento da equipa da Consilcar está consciente disso mesmo e assume a importância de conseguir ganhar credibilidade junto daqueles que visitam os produtos da empresa e a própria realidade da Consilcar.

AR2I3190

“A base do bom funcionamento [da Consilcar] está essencialmente na nossa amizade e no respeito que temos uns pelos outros.”

 

“O mundo virtual, como o próprio nome indica, é virtual, e é difícil conseguirmos por vezes traduzir a realidade dos carros e a própria credibilidade que possuem, tanto o veículo propriamente dito como a empresa que o vende. Torna-se por isso necessário, para que essa credibilidade seja transmitida, que logo num primeiro contacto as fotografias possam surgir como um ponto fundamental. Depois, quando estas são vistas e têm pesquisas, torna-se necessário conseguirmos o contacto com o cliente para que seja possível darmos resposta, tanto no tempo quando na qualidade dos nossos veículos.”

Ainda assim, o mercado virtual, por ser de tal forma grande e vasto, corre-se o risco de se perder a realidade dos produtos pretendidos no oceano de tanta informação. Aí, Januário Barrocas assume que se torna necessário fazer a diferença pelo factor ‘preço’: “As pesquisas são feitas através de vários parâmetros – ano, qualidade, preço – e aí o factor preço ganha uma particular importância.”

Ao falar em qualidade, a questão importante é a de saber como poderemos destacar a qualidade no mundo virtual por forma a transmitir a qualidade de uma empresa como a Consilcar para aqueles que navegam online. A resposta veio célere: “No online é por vezes um pouco difícil, até porque há carros em que não se consegue traduzir toda a sua qualidade através das fotografias, mas a Consilcar aposta muito na boa preparação e apresentação dos automóveis e isso é fundamental para que depois, nas fotografias, se consiga traduzir o bom estado em que estão.”

Já a transformação do contacto ou ‘lead’ em visita real por parte do cliente à megastore da Consilcar é tanto mais fácil, segundo o nosso interlocutor, quanto maior e melhor foram a qualidade e a rapidez na resposta após um primeiro contacto online. “A abertura que damos em todas as respostas que fazemos têm sempre uma enorme diferença relativamente a toda a concorrência.”

AR2I3197

“... da maneira que estamos a funcionar caminhamos para um projecto que será certamente ainda maior do que sempre sonhámos.”

 

Sobre a Consilcar, Januário Barrocas define-a como “uma empresa familiar”, e não hesita em afirmar que o grande trufo desta empresa é poder funcionar exactamente em ambiente familiar: “Conhecemo-nos todos muito bem, a base do bom funcionamento está essencialmente na nossa amizade e no respeito que temos uns pelos outros, e esse é um ponto de partida para que, amanhã, perante a entrada de um cliente, Tudo isso se transmita ao cliente também.”

E nos dias em que os problemas apertam... “É preciso superar isso tudo e, a partir do momento em que entramos a porta da Consilcar, há que deixar os problemas individuais lá fora.”

E porque esta é, para Januário Barrocas, a sua segunda passagem pela Consilcar, quisemos saber se poder-se-á cumprir a máxima segundo a qual não há uma sem duas nem duas sem três, questão para uma resposta... ‘à jogador de futebol’: “Nunca se diz que não... mas na minha opinião, com a idade que tenho e a forma como trabalho aqui, não penso nisso. Penso que estou aqui bem e enquanto me sentir aqui bem é aqui que quero ficar.”

Quanto ao futuro da Consilcar... “Da maneira que estamos a funcionar caminhamos para um projecto que será certamente ainda maior do que sempre sonhámos. Existe a necessidade até de fazer crescer este espaço, mas faremos como a Consilcar sempre fez, com os pés assentes na terra e muito trabalho!”

entrevista: Jorge Reis
fotos: Carlos Rodrigues

AR2I3180

Pin It