ANECRA tem nova DirecçãoA Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (ANECRA) tem novos corpos sociais, que irão cumprir mandato até 2018 . As eleições realizadas no passado dia 17 de Março elegeram Alexandre Manuel Ferreira como o novo presidente da Direcção da associação para o triénio 2016/2018, pelo que sucede assim a António Manuel Chícharo, que passa a liderar a Assembleia-Geral.

Na sequência do processo eleitoral, a Direcção da ANECRA passa a ter como presidente Alexandre Manuel Ferreira e como vice-presidentes Aníbal Morais Gonçalves e Nuno Miguel Roldão.

As eleições decorreram no âmbito de uma Assembleia Geral Ordinária convocada para o efeito e onde foi aprovado por unanimidade o relatório e contas da ANECRA em 2015.

António Chícharo fez um balanço positivo do seu mandato e das actividades desenvolvidas ao longo do ano passado, no âmbito da estratégia da ANECRA. Para António Chícharo este foi um ano que pôs em marcha propostas concretas consideradas prioritárias no âmbito do Manifesto da ANECRA em Defesa do Sector Automóvel e que são consideradas exequíveis no mais curto prazo de tempo, tendo em vista o combate à economia paralela, face à forte concorrência desleal e à evasão fiscal que é praticada pelas oficinas clandestinas.

Conforme referido em comunicado da associação, o novo presidente da Assembleia-Geral destacou ainda a lógica de transparência e abertura da ANECRA, visível através da comunicação e da ligação de proximidade que mantém com os seus associados.

Por seu turno, Alexandre Ferreira afirmou que o seu mandato como presidente terá uma orientação assente no rigor e na ambição, por ser esta a sua característica, a qual ficou bem patente no decorrer do último mandato como vice–presidente. "Só honraremos o passado se formos capazes de ser mais ambiciosos no futuro”, referiu.

Alexandre Ferreira disse ainda acreditar que o associativismo deve repensar-se permanentemente, avaliando, com toda a clarividência, as condições da sua própria sobrevivência e do papel que deve desempenhar em nome das empresas suas associadas.

Segundo o novo presidente, as novas propostas e a nova acção para este triénio têm de estar em sintonia com um modelo de desenvolvimento sustentável que assente na criação de novas oportunidades de negócios para os associados e no apoio constante às empresas do sector automóvel.

O presidente eleito defendeu igualmente a necessidade da ANECRA reforçar a sua intervenção activa nos principais fóruns associativos do sector e junto do poder (a nível local, nacional ou europeu), bem como acompanhar e, se possível, antecipar os novos desafios que as mudanças na sociedade e na economia colocam aos empresários e profissionais do sector automóvel.

Pin It