Após a despedida inglória no Azores Airlines Rallye, marcada pelo abandono na derradeira especial, a formação Teodósio Motorsport prepara agora o “assalto” ao “Casinos de Espinho”

, no pelotão do Agrupamento de Produção, apostando na fiabilidade do Mitsubishi Evo X para registar a matriz e sair do Norte com o “jackpot”.

Ricardo Teodósio e José Teixeira não foram felizes nos Açores, sendo obrigados a abandonar quando estavam suplantados os primeiros cinco quilómetros da segunda passagem pela Tronqueira e derradeira especial da prova, com a quebra da peça que estabiliza a rótula da roda traseira direita do Mitsubishi Lancer Evo X. Foi muito azar para a dupla Teodósio Motorsport que não merecia este desfecho, sobretudo depois de um rali perfeito, em que tudo correu sobre rodas, chegando ao último compromisso com uma larga vantagem no Agrupamento de Produção e no sétimo posto à geral entre a “armada” nacional.

“Foi, de facto, um enorme contratempo que não estava nos planos, até porque a viatura esteve sempre à altura dos acontecimentos. Apesar de arrancarmos muito atrás e brindados com especiais muito degradadas, conseguimos, todavia, registos muito positivos e, razão pela qual fomos reforçando a condição de líderes no RC2 nos dois primeiros dias”, sustentou Ricardo Teodósio.

Com a chegada do terceiro e último dia de prova, a dupla algarvia ainda solidificou a posição da véspera, muito embora as condições climatéricas se alterassem abruptamente, enfrentando uma verdadeira parede de nevoeiro que não permitia grandes veleidades. E como cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, Ricardo Teodósio doseou o andamento com o intuito de chegar ao fim, só que as coisas não aconteceram como o previsto.

“Infelizmente fomos apanhados numa 'armadilha' que não estávamos nada à espera. Ainda tentámos solucionar o problema, mas acabámos por entregar de bandeja a vitória da Produção, ficando, porém, a consolação dos pontos angariados nos triunfos em todas as classificativas, exceptuando a última em que abandonámos”, acrescentou o piloto algarvio.

RicardoTeodosio002

Apesar de deste golpe de teatro vivido de forma inglória no Azores Airlines Rallye, Ricardo Teodósio e José Teixeira, já encontraram o “antídoto para sarar as feridas” provocadas na Ilha Verde e já apontam baterias para o Rali Casinos de Espinho, prova de que pretendem colmatar o resultado que “não traduz minimamente o que foi feito até praticamente ao cair do pano, mas que em nada belisca as suas legítimas pretensões”, tal como referiu o piloto da equipa Teodósio Motorsport.

Ricardo Teodósio está consciente das dificuldades que vai encontrar. “Conhecemos a enorme qualidade dos nossos adversários pelo que tentaremos encarar a prova do Targa Clube com a filosofia que nos caracteriza, ou seja, levar de vencida mais um desafio, dando o melhor retorno aos nossos patrocinadores. O Rali Casino de Espinho é uma prova em que estamos focados e, mais uma vez, encaramo-lo com muita determinação para representar condignamente o Algarve e, como já afirmei antes, os nossos patrocinadores que acreditam em nós”, concluiu, com optimismo, Ricardo Teodósio.

Pin It