Ricardo Moura na frente do Rali Serras de FafeRicardo Moura, aos comandos de um Ford Fiesta R5, assumiu, esta sexta-feira, a liderança do Rali Serras de Fafe, prova que marca o arranque do Campeonato Nacional de Ralis (CNR) de 2016.

O piloto açoriano, que venceu este rali em 2015 e faz dupla com o navegador António Costa, dominou a dupla passagem pela emblemática especial do Confurco, que contou com muito público, apesar do frio e da chuva que se fizeram sentir.

Miguel Campos, que estreia em Fafe o seu novo Skoda Fabia R5, fechou o primeiro dia de acção na segunda posição, a 13,8 segundos do líder, enquanto José Pedro Fontes, que defende o título de campeão conquistado no ano passado, aos comandos de um DS3 R5, registou o terceiro melhor tempo, a 15,4 segundos de Ricardo Moura.

A quarta posição ficou na posse de Pedro Meireles, em Skoda Fabia R5, a 29,4 segundos do topo, enquanto Fernando Peres, em Ford Fiesta R5, fechou o “top 5” no final do primeiro dia, com 43,2 segundos de diferença face ao comandante.

Curiosamente, os cinco primeiros classificados do primeiro dia do Rali Serras de Fafe são todos pilotos que já se sagraram campeões nacionais: Ricardo Moura (2011, 2012 e 2013), Miguel Campos (2002), José Pedro Fontes (2015), Pedro Meireles (2014) e Fernando Peres (1994, 1995 e 1996).

No que diz respeito às duas rodas motrizes, Diogo Gago, em Peugeot 208 R2, assinou o melhor tempo, alcançando a 14.ª posição de geral e sendo 17 segundos mais rápido do que o principal adversário, João Ruivo, em Renault Clio R3.

Na Taça Ralis de Terra FPAK, José Merceano, ao volante de um Mitsubishi Lancer EVO VIII, foi o mais veloz, conquistando 16 segundos de vantagem em relação a Luís Mota, que conduz um Mitsubishi Lancer EVO VII.

Durante este sábado, disputam-se mais oito classificativas, com dupla passagem por Luilhas, e ainda uma primeira passagem em Montim e Lameirinha, durante a secção da manhã, e de tarde com duas especiais em Montim e, pelo meio, novas passagens por Luilhas e Lameirinha.

Pin It