Só no primeiro semestre do corrente ano de 2018, o Museu do Caramulo certificou mais de 700 automóveis, atestando-os assim como veículos de interesse histórico. Este recorde absoluto relativo ao número de Automóveis certificados como Veículos de Interesse Histórico, sem paralelo na actividade do Museu enquanto entidade certificadora, está ligado à crescente procura por parte dos proprietários de automóveis e motociclos clássicos.

A nova legislação, em vigor desde 1 de Janeiro de 2018, permite a isenção de IPO (Inspecção Periódica Obrigatória) a veículos com mais de 30 anos e com certificado de Veículo de Interesse Histórico. O Certificado pode ser utilizado para atestar a qualidade como Veículo de Interesse Histórico, para reconhecer o mesmo como Clássico ou Futuro Clássico, nomeadamente junto das seguradoras em caso de conflito, permitindo ainda que o veículo circule nas Zonas de Emissões Reduzidas.

Com mais de 60 anos de experiência em veículos clássicos, o Museu do Caramulo, através da Fundação Abel e João de Lacerda, é uma entidade oficialmente reconhecida, pelo Despacho 10298/2001, de 17/05 da DGV para Certificar Viaturas de Interesse Histórico.

Com mais de 60 anos de existência e visitado por mais de um milhão e meio de pessoas, o Museu do Caramulo alberga no seu espólio uma colecção de arte, uma colecção de automóveis, motos e bicicletas e uma colecção de brinquedos antigos. O Museu do Caramulo produz ainda, de forma regular, exposições temáticas e temporárias, e organiza vários eventos como o Salão Motorclássico, o Caramulo Motorfestival, o Espírito do Caramulo, a Noite dos Museus ou o Rider.

MuseuCaramulo logotipo

Pin It