Shakedown-PauloMaria-8Já está na estrada a edição de 2016 do Rally de Portugal, prova que começou com Sebastián Ogier e Julien Ingrassia a permitirem ao Volkswagen Polo R WRC a supremacia nos 3,36 quilómetros do Eurocircuito de Lousada. Os Hyundai New Generation i20 WRC de Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul e de Dani Sordo/Marc Marti obtiveram a segunda e terceira posições, havendo a destacar ainda a prestação da dupla Diogo Salvi/Paulo Babo, na estreia do Skoda Fabia R5, pela condição de dupla mais rápida entre os pilotos portugueses. Nesta competição "particular" entre pilotos lusos, Miguel Campos/Carlos Magalhães, também em Skoda Fabia, e José Pedro Fontes/Inês Ponte, em Citroën DS3 R5, ocuparam os lugares seguintes nesta quinta-feira.

O dia de hoje, porém, teve início logo pela manhã com o Shakedown, disputado em Baltar, servindo para a derradeira confirmação das afinações das máquinas que vão disputar esta edição do Vodafone Rally de Portugal. Neuville e Sordo (Hyundai) foram os mais rápidos nos 4,61 Km deste troço localizado na zona industrial, seguidos por Ott Tanak, em Ford Fiesta, e o DS3 de Kris Meeke, deixando ambos os pilotos VW, Jari Matti-Latvala e Andreas Mikkelsen, a cerca de um segundo. Ogier quedou-se pelo oitavo tempo.

Da parte da tarde, o Campo de São Mamede, tendo como fundo o Castelo de Guimarães, serviu de palco à partida oficial desta quinquagésima edição daquele que, por seis vezes, foi considerado como o “Melhor Rali do Mundo”. Os portugueses José Pedro Fontes e Inês Ponte, em Citroën DS3 R5, da Citroën Vodafone Team, foram a primeira equipa a sair para a estrada, seguidos do Skoda Fabia R5 de Miguel Campos e Carlos Magalhães. Depois, já em Lousada, perante cerca de 15 mil espectadores, alguns oriundos da vizinha Espanha, o francês Sébastien Ogier, em Volkswagen Polo, foi o mais rápido, garantindo a condição de primeiro líder desta quinta prova do Campeonato do Mundo WRC de Ralis.

A posição de líder para Ogier vai, segundo ele, condicionar-lhe as prestações ao ser o primeiro a passar nos troços, limpando o piso para os restantes pilotos. Hayden Paddon, em Hyundai i20, recente vencedor do Rali da Argentina e segundo classificado no campeonato fez o sétimo tempo enquanto que, entre os pilotos nacionais, Diogo Salvi surpreendeu impondo-se a Miguel Campos e a José Pedro Fontes, mostrando que a adaptação ao novo carro está a ser bastante rápida.

ServicePark-05ServicePark-08ServicePark-12ServicePark-19

Entre os concorrentes do WRC2, Pontus Tidemand/Jonas Andersson, em Skoda Fabia R5, foram mais rápidos que os seus colegas de equipa, Jan Kopecky/Pavel Dresler, enquanto que no que diz respeito ao JWRC, a liderança vai para os noruegueses Ole Christian Veiby/Stig Rune Skjaermoen, em Citroën DS3 R3. Nota ainda para Fabio Andolfi/Manuel Fenoli que, em Peugeot 208 R2, comandam o WRC3.

Bernardo Sousa/Hugo Magalhães líderam o Drive Dmack Fiesta Trophy, tendo sido mais rápidos que Fergus Greensmith/Alessandro Gelsomino. Osian Price/Dale Furniss são os terceiros classificados.

Gonçalo Figueiroa vence nos Clássicos

Servindo de aperitivo às emoções do Mundial do Vodafone Rally de Portugal, Lousada recebeu uma prova de Desportivos Clássicos, reunindo 28 equipas nacionais. A prova decorreu em duas fases, com os quatro mais rápidos a terem acesso a uma finalíssima na qual a vitória sorriu à dupla Gonçalo Figueiroa/João Marques, em Ford Escort RS, seguidos de Joaquim Bernardes/Laurinda Alves, em VW Golf, Filipe Barbosa/Joaquim Costa, em Ford Escort, e Eduardo Veiga e Justino Reis, em Ford Escort.

Nesta edição da prova dedicada aos Clássicos Desportivos os 15 mais rápidos em Lousada ficaram apurados para cumprirem a Porto Street Stage amanhã, sexta-feira, dia em que a caravana do Rally de Portugal visita o Alto Minho. Do programa constam as duplas passagens pelas classificativas de Ponte de Lima, Caminha e Viana do Castelo.

Ao final da tarde, como grande novidade, irá decorrer, a partir das 19 horas, o Porto Street Stage, uma classificativa espetáculo desenhada na zona dos Aliados e arruamentos adjacentes. Com uma fórmula inovadora, vai permitir, no mesmo espaço e praticamente em simultâneo, a realização de duas provas de classificação para gáudio do muito público que se prevê ao longo do percurso de 1,85 Km.

texto: António Nelas
fotos: ©Rally de Portugal 

ServicePark-15ServicePark-18ServicePark-07ServicePark-09

Pin It