A dupla Ott Tanak/Martin Jarveoja, com o Toyota Yaris WRC, é a primeira a liderar o Vodafone Rally de Portugal, prova do calendário do WRC disputada no nosso país que este fim-de-semana está na estrada no norte de Portugal. Esta quinta-feira, na super especial de Lousada (3,36 km), Tanak bateu Teemu Suninen (Ford) por 0,4 segundos, garantindo assim a possibilidade de ser o primeiro na estrada este sábado na primeira etapa da prova.

O piloto estónio da Toyota, recente vencedor do Rali da Argentina, foi efectivamente mais rápido, por uma diferença de 0,4 segundos, para o finlandês Teemu Suninen, da Ford, mas também para o pentacampeão e líder do Mundial de Ralis (WRC), Sébastien Ogier (Ford), ele que estabeleceu exactamente o mesmo tempo que o outro piloto da Ford. A equipa Ford, aliás, entra na sexta prova da temporada em bom plano se pensarmos que coloca dois Fiesta no pódio desta classificativa de abertura.

Kris Meeeke foi o piloto mais rápido da Citroën, tal como Andreas Mikkelsen na Hyundai, sendo que ambos terminaram a especial a 1,4s de Tanak.

No WRC2, o campeão Pontus Tidemand (Skoda) não deixou créditos por mãos alheias, relegando Stephane Lefebvre (Citroen) para a segunda posição a 1,2 segundos de diferença, exatamente a mesma margem a que ficou o britânico Gus Greensmith (Ford).

Entre os pilotos portugueses, Joaquim Alves (Skoda) foi o mais rápido, com 2m44,6s, superando Pedro Meireles (Skoda), por uma décima, enquanto Miguel Barbosa (Skoda) terminou em terceiro, com 2m45,2s. Outro piloto português em destaque, José Pedro Fontes, acabou por ficar longe de conseguir uma estreia auspiciosa com o Citroën C3, isto porque problemas com a ignição não lhe permitiram, sequer, sair do parque fechado em Guimarães, rumo a Lousada.

Pin It