Quando faltam agora quatro provas para o final do Mundial de MotoGP, Miguel Oliveira terminou este domingo o GP de Aragão de MotoGP, realizado em Espanha, na 16ª posição final, concluindo assim a prova sem somar pontos e caindo para a 10ª posição no Mundial de pilotos com os mesmos 69 pontos que tinha à partida para esta prova. Na frente da corrida de Aragão terminou o espanhol Alex Rins (Suzuki), que se impôs aos seus compatriotas Alex Márquez (Honda) e Joan Mir (Suzuki).

Miguel Oliveira cortou a meta 18,284 segundos depois de Alex Rins, acabando assim por assinar uma prestação regular mas porventura pouco condicnete com que aquilo que o próprio piloto português pretenderia, ele que na qualificação para este Grande Prémio sentiu algumas dificuldades em tirar o melhor partido da sua KTM e da eficácia dos pneus da mesma.

Em termos globais, o Mundial de Moto GP é agora Joan Mir, o piloto da Suzuki que ascendeu ao topo da classificação do Mundial a quatro provas do final da competição.

Pin It