O motard português Miguel Oliveira, em KTM, concluiu este domingo o Grande Prémio de Valência, no Circuito Ricardo Tormo, na sexta posição, uma prova em que protagonizou um excelente arranque, subindo da 10ª posição ao quarto lugar em pista. Esta prova ficou ainda assinalada pela conquista do título de campeão do Mundo de MotoGP por parte do Joan Mir, o piloto da Suzuki que garantiu um título improvável numa temporada em que venceu apenas uma corrida.

Sobre a prestação de Miguel Oliveira, e depois de 27 voltas ao Circuito Ricardo Tormo, o piloto luso voltou a conseguir um excelente resultado no campeonato do mundo de MotoGP, fechando a prova em sexto depois de ter arrancado da 10ª posição da grelha de partida. Refira-se que logo no arranque piloto de Almada ganhou logo várias posições e chegou mesmo a rodas na quarta posição, acabando por perder a capacidade de luta quando, na segunda metade da corrida, dificuldades com a aderência do pneu traseiro obrigaram o embaixador da Hyundai a baixar o ritmo e a perder duas posições.

201115 MiguelOliveira 01

201115 MiguelOliveira 02

Certo é que com o sexto lugar agora garantido Miguel Oliveira surge agora no décimo lugar do campeonato de MotoGP, posição na qual irá chegar no próximo fim de semana a Portugal quando por cá se disputar mais um Grande Prémio, desta feita no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão.

“Estou satisfeito com a corrida, o meu arranque foi mais uma vez muito bom mas a meio da corrida tive dificuldades em encontrar ritmo. Não consegui encontrar boa aderência, não era muito o que perdia, pouco mais de uma décimas em dois pontos do circuito e foi isso que me fez perder posições. Depois disso basicamente não consegui estar perto dos cinco primeiros.  Mas é isto que levamos e agora vamos para o GP de casa, estou muito animado e espero poder divertir-me na última corrida.”

Miguel Oliveira pensa já no derradeiro duelo do ano, o MEO GP de Portugal, a realizar no próximo fim‑de‑semana, uma prova na qual, mesmo sem público nas bancadas, pretende dar uma alegria aos seus muitos milhares de seguidores.

Joan Mir é o novo Campeão do Mundo

201115 JoanMir MotoGP 03

201115 JoanMir MotoGP 02

Em termos gerais, numa prova ganha pelo italiano Franco Morbidelli, em Yamaha, à frente de Jack Miller (Ducati) e Pol Espargaro (KTM), o grande destaque acabou por resultar do sétimo lugar de Joan Mir que, deste modo, aos 23 anos, garantiu a conquista do título de Campeão do Mundo de MotoGP pela primeira vez na sua carreira, ele que, aos comandos de uma Suzuki, cumpre este ano a sua segunda época na categoria-rainha e triunfa após ter ganho apenas uma corrida em 2020, em concreto o GP da Europa.

Joan Mir tira partido este ano da sua regularidade já que, numa época em que já nove pilotos diferentes subiram ao lugar mais alto do pódio do MotoGP, garantiu já oito presenças no pódio, ainda que apenas uma delas no degrau mais alto do mesmo. O piloto da Suzuki chegará assim a Portugal no próximo fim de semana já a festejar o seu título, numa prova em que Miguel Oliveira irá fazer tudo para garantir a melhor prestação, senão perante o público português que não poderá estar nas bancadas do AIA, certamente que no seu e no nosso País.

LusoMotores

Pin It