MiguelOliveira-Argentina2015-01Miguel Oliveira voltou a vencer um Grande Prémio, agora em Valência, mas tal não foi suficiente para garantir o título de Moto3. Ainda assim, o jovem português é vice-campeão .

As hipóteses para Miguel Oliveira eram extremamente reduzidas, mas o piloto de Almada fez tudo o que podia, conseguindo desde logo vencer o Grande Prémio da Comunidade Valenciana. Só que Danny Kent estragou o que seria uma reviravolta épica para o motociclismo português e até mundial, ao ficar no nono posto, posição que lhe garantiu a conquista do mundial de Moto 3.

Ao vencer o Grande Prémio da Comunidade Valenciana na categoria de Moto 3, Miguel Oliveira alcançou o terceiro triunfo consecutivo, mas o sabor amargo da pequeníssima distância de seis pontos para o inglês sobressaiu aquando das declarações proferidas no final da prova: “Sentimentos mistos, porque claro que sabíamos que tínhamos poucas hipóteses, mas ser capaz de lutar pelo título é claro que é especial. Foi uma temporada incrível, especialmente no fim e agradeço a todos os que me ajudaram a chegar aqui.”

Miguel Oliveira partiu da quarta posição, mas cedo se percebeu quem iria vencer este Grande Prémio. Porém, bastava apenas um 14º lugar para que o britânico não perdesse o comando, e só um acidente ou uma hecatombe poderiam oferecer o título ao jovem de Almada, mas tal não sucedeu.

Para a história fica uma recuperação fantástica, seis provas ganhas este ano e um fenomenal segundo lugar e o título de vice-campeão mundial de Moto 3.

O piloto português parte agora para uma nova aventura e a partir de quinta-feira, de alguma forma ironicamente, será colega de equipa de Danny Kent na Leopard Racing, na categoria de Moto 2.

Pin It