wec-spa-2016-toyota-ts050-01O circuito de Spa-Francorchamps na Bélgica recebeu a segunda prova do Campeonato do Mundo de Resistência, a última antes do grande momento da temporada, as 24 Horas de Le Mans , prova que terá lugar no traçado de La Sarthe no fim-de-semana de 18 e 19 de Junho.

A Porsche depois de ter dominado a qualificação manteve esse domínio na fase inicial da corrida, mas o sistema híbrido do 919 de Marc Lieb, Neel Jani e Romain Dumas deixou de funcionar em pleno e no outro carro da marca de Weissach foram dois furos e problemas na regeneração de energia no eixo dianteiro que atrasaram Mark Webber, Timo Bernhard e Brendon Hartley.

Estes problemas nos Porsche permitiram que emergisse na frente o Toyota TS050 de Kazuki Nakajima, Anthony Davidson e Sébastien Buemi, numa altura em que o outro carro da marca japonesa já tinha ficado para trás devido a um toque e a problemas de electrónica. Mas iria haver mais uma reviravolta quando o carro de Nakajima viu o motor partir e permitiu que a Audi chegasse ao comando da prova.

O carro nº 2 de Oliver Jarvis, Lucas di Grassi e Loic Duval passou então a controlar o que faltava da corrida e viu a bandeira de xadrez com duas voltas de vantagem sobre o melhor dos Porsche o de Lieb, Jani e Dumas, que mesmo com os problemas no sistema híbrido salvou o dia para a marca de Weissach. Surpreendente foi o terceiro posto de Matheo Tuscher, Dominik Kraihamer e Alexandre Imperatori com o carro da Rebellion que capitalizou da melhor maneira os problemas nos restantes carros oficiais.

wec-silverstone-2016-nissan-rgr-sport

Nos LMP2 depois da vitória em Silverstone, desta vez Filipe Albuquerque, que dividiu o Ligier Nissan da RGR Sport by Monrad com Ricardo Gonzalez e Bruno Senna, não conseguiu chegar ao pódio terminando em quarto. Com este resultado, apesar de tudo, o piloto conimbricense mantém a liderança do campeonato tendo a companhia naturalmente dos seus companheiros de equipa, mas também dos vencedores deste fim-de-semana Gustavo Menezes, Nicolas Lapierre e Stéphane Richelmi.

No GTE Pro domínio claro da Ferrari e da AF Corse. James Calado e Gianmaria Bruni pareciam caminhar para a vitória, mas o motor cedeu já dentro dos últimos 10 minutos da corrida. Ainda assim Davide Rigon e Sam Bird estavam logo atrás para aproveitar os problemas dos seus companheiros de equipa. Nota para o segundo lugar para o Ford de Marino Franchitti, Andy Priaulx e Harry Tincknell.

Nos GTE Am festa nacional. Pedro Lamy venceu no Aston Martin que divide com Paul Dalla Lana e Mathias Lauda, com Rui Águas, Emmanuel Collard e François Perrodo a levarem o Ferrari F458 Itália ao segundo lugar.

texto: Miguel Roriz

Pin It