TMonteiro01Apenas pela segunda vez na carreira no WTCC a Citroën saiu de um fim-de-semana sem conseguir somar qualquer vitória . Ainda assim, a marca do “double chevron” vê o campeão do mundo José Maria Lopez manter a liderança do campeonato, agora com 14 pontos de vantagem sobre Tiago Monteiro.

A Honda dominou a qualificação com Robert Huff a fazer a pole position seguido pelos colegas de equipa Norbert Michelisz e Tiago Monteiro. A primeira corrida, com grelha invertida para os 10 primeiros, tinha James Thompson na frente, mas o piloto do Chevrolet Cruze seria pouco depois abalroado por Hugo Valente.

Valente herdava assim o comando, mas seria sol de pouca dura, pois os comissários penalizaram-no com uma passagem pela via das boxes. Dessa forma Tom Coronel com outro Cruze assumia a liderança da corrida atá ao final, apesar de todos os esforços de José Maria Lopez. O holandês que compete na Taça dos Independentes foi sempre fechando a porta ao bi-campeão do mundo e “encheu” de forma brilhante o traçado do circuito Moulay el Hassan. Com dificuldades evidentes para se ganharem lugares ao longo da corrida, atrás dos dois primeiros ficaram Yvan Muller, Tiago Monteiro, Norbert Michelisz, Robert Huff, Gabriele Tarquini, o herói local Mehdi Bennani e a fechar os lugares pontuáveis o melhor dos Volvo o de Fredrik Ekblom.

wtcc-201605070042TMonteiro02

A segunda corrida foi feita debaixo de chuva e a história não foi muito diferente no que diz respeito às ultrapassagens. Tirando o melhor partido da pole position Rob Huff manteve o primeiro lugar seguido por Norbert Michelisz. Tiago Monteiro foi surpreendido pelo bom arranque de José Maria Lopez, mas na quinta volta o argentino cometeu um erro e o piloto português aproveitou. Yvan Muller foi assistindo de forma tranquila a esta batalha, uma vez que não foi importunado por Gabriele Tarquini, que na sétima volta suplantou Hugo Valente. Mehdi Bennani terminou em oitavo depois de ter arrancado de 13º e ter feito uma excelente primeira volta. James Thompson e Nicky Catsburg garantiram os últimos pontos.

O campeonato regressa no final deste mês de Maio em Nurburgring, com os pilotos a voltarem a percorrer o “inferno verde”, o Nordschleife.

texto: Miguel Roriz

Pin It