TiagoMonteiro-HungaroringA Citroen dominou a terceira ronda da temporada de 2016 do WTCC, uma prova em que Tiago Monteiro perdeu a liderança depois de um fim-de-semana que não lhe deixará as melhores recordações .

No circuito de Hungaroring, nos arredores de Budapeste, a marca do "double Chevron" esteve como peixe na muita água que caiu durante as duas corridas de domingo. No arranque para a primeira corrida a maioria dos pilotos optou por pneus slicks, uma vez que a pista estava com tendência para secar. Só que, logo após a partida, a chuva voltou a cair com intensidade deixando quase toda a gente em dificuldades.

Mehdi Bennani tirou o melhor partido da pole position e assumiu o comando logo no momento da largada mantendo a posição até ao final, numa corrida onde não foi verdadeiramente incomodado. Espectacular foi a corrida de Tom Chilton que levou o segundo carro da Sebastien Loeb Racing do 10º até ao segundo lugar, Nicky Catsburg fechou o pódio numa corrida em que Tiago Monteiro e os pilotos oficiais da Citroen, José Maria Lopez e Yvan Muller ficaram fora dos pontos.

Na segunda corrida a história foi diferente. López saiu da pole position e desta vez não houve surpresas com as escolhas de pneus. O argentino ficou na frente e depois de se isolar foi alcançado por Muller e Rob Huff, numa altura em que o safety-car teve de entrar em pista para ser retirado o carro de Gregoire Demoustier. Logo depois, "Pechito" voltou a ficar sozinho beneficiando da luta entre Muller e Huff, com o britânico da Honda a ser penalizado com um "drive through".

Sobre a prestação do português Tiago Monteiro, este acabou por não ser um fim-de-semana fácil para o piloto da Honda que, ainda assim, foi terceiro na segunda corrida, o que lhe permitiu a ida ao pódio, acabando por sair da Hungria no segundo lugar do campeonato a 12 pontos de José Maria López.

O Mundial de Turismos prossegue dentro de duas semanas em Marrocos.

Miguel Roriz

Pin It