O piloto australiano Will Power, que defende as cores da Penske, venceu neste domingo a 102ª edição da mítica prova das 500 Milhas de Indianápolis, recebendo a bandeirada de xadrez na linha de meta no final das 200 voltas da clássica do automobilismo à frente de Ed Carpenter (Chevrolet) e de Scott Dixon (Honda).

Numa prova em que houve espaço e tempo para alguns acidentes, entre eles o que envolveu Danica Patrick, que se despediu das corridas nesta Indy 500, Will Power garantiu a sua 34ª vitória consolidada a partir do meio de uma corrida que teve oito vezes o Safety Car em pista.