Este domingo, 25 de Outubro de 2020, fez-se história no automobilismo português. 24 anos depois voltámos a receber um Grande Prémio de Formula 1 e os holofotes estiveram virados para Portimão e para o Autódromo Internacional do Algarve, como deu conta a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) a partir do seu serviço de assessoria.

Depois de três dias de muita competição mas também emoção, a história fez-se no final com Lewis Hamilton no lugar mais alto do pódio. Mas para Portugal, na visão da FPAK, mais importante que o vencedor foi mesmo colocar em pista este magnifico evento.

Ni Amorim, Presidente da FPAK, o primeiro impulsionador deste regresso, não escondia por isso no final do GP de Portugal a satisfação por tão nobre feito: "Conseguimos o que nos propusemos quando no início da pandemia sugerimos à FIA a possibilidade de receber a Formula Um. E este fim-de-semana esse sonho tornou-se uma realidade depois de longos meses de trabalho. Ver o Grande Prémio acontecer foi um enorme alivio e uma grande satisfação. Foi uma missão cumprida para toda a direção da FPAK.”

“Desportivamente a prova foi um sucesso. Pilotos e equipas teceram largos elogios à pista e à organização, o que nos deixa extremamente satisfeitos. Não podemos esquecer que todo este 'circo' foi montado num curto espaço de tempo. O Presidente da FIA, Jean Todt, também ficou muito bem impressionado com a pista, com as infra estruturas e com a envolvência”, acrescentou Ni Amorim que lembrou o facto deste Grande Prémio ter acontecido “num período difícil para todos com medidas muito especificas”.

“Elogiado por muitos e criticado por tantos outros. Houve coisas que correram muito bem e outras que precisam ser melhoradas, mas isso é normal e faz parte de todo um processo. Saio de Portimão com o dever de missão cumprida e ciente que estamos no bom caminho para fazermos parte do calendário da F1. Acredito que não foi um participação esporádica, vamos ter de trilhar todo um caminho, é certo, mas o que se fez este fim-de-semana foi ímpar. Todos os que estiveram envolvidos na organização estão de Parabéns, sem eles o sucesso não teria sido possível. O meu muito obrigado", concluiu Ni Amorim.

Pin It