F1-Austria-01Se dúvidas existissem quanto ao ambiente “cinzento” na Mercedes F1 elas foram dissipadas na vitória de Hamilton no GP da Áustria, após um acidente provocado por Nico Rosberg , o seu companheiro de equipa, a quem as coisas correram bem mal. É que, para além de ter abalroado o carro do seu companheiro de equipa, Rosberg viu a frente do seu monolugar particularmente danificada e caiu na classificação para fora do pódio.

Na curva dois, na última volta ao traçado de Spielberg, no GP da Áustria, Nico Rosberg, ao invés de fazer a curva, acertou na lateral do monolugar de Hamilton, acabando por ser dar mal com a manobra já que danificou asa dianteira do seu próprio monolugar, perdeu ritmo, caiu para quarto e viu o seu companheiro de equipa mas também aquele que é cada vez mais o seu rival, Lewis Hamilton, aproximar-se la liderança do Mundial de pilotos que Rosberg ainda detém.

Relativamente à forma como decorreu a prova, Hamilton, que até largou a partir da “pole position”, caiu para a segunda posição depois da primeira acção de troca de pneus, com Rosberg a chegar à liderança da corrida, ele que até tinha largado da sexta posição. Foi assim preciso esperar pelas últimas voltas para se assistir ao ataque de Lewis Hamilton pela liderança da corrida, acabando por tentar a ultrapassagem a Rosberg na já referida curva 2, quando procurou a trajectória exterior na curva. O piloto alemão optou por jogar duro, manteve a trajectória e o toque entre ambos foi inevitável, atirando Hamilton para fora da pista num choque que deixou a frente do carro de Rosberg bem danificada.

Lewis Hamilton recolocou o carro em pista, por pouco que os dois homens da Mercedes voltavam a envolver-se em novo acidente, mas acabou por ser o piloto inglês a chegar à meta no primeiro posto, enquanto Rosberg perdia dois lugares face à impossibilidade de manter a velocidade, perdendo posições para Max Verstappen, da Red Bull, mas também para Kimi Raikkonen, da Ferrari, os pilotos que acompanharam Hamilton no pódio deste Grande Prémio da Áustria.

F1-Austria-02F1-Austria-03

O acidente entre Hamilton e Rosberg foi colocado sob investigação acabando o piloto alemão por ser punido com 10 segundos de acréscimo ao tempo final da prova (e dois pontos perdidos na superlicença), algo que não mudou nada em termos de classificação final já que Rosberg havia cruzado a linha de meta 14 segundos à frente de Daniel Ricciardo, da Red Bull, quinto classificado na prova. Acabou assim a FIA por se manter à marge desta “guerra” entre Rosberg e Hamilton já que determinou uma penalização que nada resulta em termos de pontuação para o culpado por este acidente.

Outra posição menos louvável acabou por ser a do narrador oficial do GP da Áustria que, aos microfones da instalação sonora do circuito de Spielberg, afirmou que teria sido Hamilton o culpado pelo incidente. Conclusão, os adeptos da F1 presentes junto ao pódio, naturalmente ao lado de Rosberg — o piloto alemão é filho do antigo piloto austríaco Keke Rosberg —, acabaram por vaiar Hamilton quando era este afinal merecedor do festejo do pódio.

Depois desta prova, Nico Rosberg mantém a liderança do Mundial de pilotos mas agora apenas com 11 pontos de vantagem sobre Hamilton, num campeonato que está a valer em termos de emoção pela guerra mantida entre estes dois homens da Mercedes. Quanto ao Mundial de construtores, naturalmente, a Mercedes segue na frente sem dar hipóteses de concorrência.

F1-Austria-04

Pin It