F1-Baku-01Na estreia da Fórmula 1 no traçado urbano de Baku, no Azerbeijão, o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, conseguiu uma vitória tranquila aumentando a vantagem no Mundial de Pilotos sobre o seu colega de equipa, Lewis Hamilton, para 24 pontos. Em contraste com a tranquilidade da corrida do piloto germânico, Hamilton sofreu com diversos problemas e veio a terminar a prova na quinta posição, atrás de Rosberg, mas também de Vettel (Ferrari) e Sergio Perez (Force India), os pilotos que subiram ao pódio com Rosberg, e ainda de Kimi Raikkonen (Ferrari), piloto que terminou na quarta posição depois de ter sido ultrapassado por Perez na última volta.

Num circuito citadino em que tão depressa o cenário era formado por prédios modernos nas margens do Mar Cáspio como por construções medievais, com elementos como muros estreitos, pequenas zonas de escape e o troço de maior aceleração plena no calendário no Mundial de F1, tudo apontava para que a corrida fosse cheias de casos e percalços. Porém, ao invés, depois de uma largada sem batidas nem safety car em pista, e com apenas quatro abandonos (todos por problemas mecânicos), a vitória de Nico Rosberg dificilmente poderia ser tranquila, ele que usou uma estratégia de uma só paragem nas boxes para, no final das 51 voltas ao traçado de Baku, terminar com uma vantagem de 16 segundos para Sebastien Vettel.

Já Lewis Hamilton, obrigado a corrigir o erro no treino de classificação de sábado quando uma batida o colocou no décimo lugar da grelha, teve que realizar uma corrida de recuperação, acabando por subir cinco lugares e com isso conseguindo reduzir o prejuízo, isto apesar de perder algum terreno para Rosberg na luta pelo título mundial de pilotos. Aliás, Lewis Hamilton teve que se debater com problemas de perda de potência no seu monolugar, o que não conseguiu fazer a preceito, uma situação que não terá caído bem dentro da escuderia já que Nico Rosberg também terá sofrido o mesmo problema e resolveu-o em menos de uma volta. Rosberg ultrapassou de forma célere os problemas sentidos enquanto que Hamilton não conseguiu a melhor interacção com a sua equipa e acabou por não conseguir melhor posição do que a quinta no final da corrida.

Depois de terem estado separados por nove pontos no final da última prova, Rosberg tem agora uma vantagem de 24 pontos sobre Hamilton depois de realizadas oito provas do Mundial de F1, diferença que todos sabem querer dizer pouco em face das peripécias próprias da Fórmula 1 que podem determinar ainda grandes oscilações na classificação daqueles dois pilotos da Mercedes F1.

O Campeonato do Mundo de Fórmula 1 regresse no próximo dia 3 de Julho com o GP da Áustria, naquela que será a nona etapa da temporada. Entretanto, confira com o LusoMotores a classificação final deste GP da Europa em Baku, no Azerbeijão...

POSPILOTOEQUIPATEMPO
1 Nico Rosberg MERCEDES 1:32:52.366
2 Sebastian Vettel FERRARI +16.696s
3 Sergio Perez FORCE INDIA MERCEDES +25.241s
4 Kimi Räikkönen FERRARI +33.102s
5 Lewis Hamilton MERCEDES +56.335s
6 Valtteri Bottas WILLIAMS MERCEDES +60.886s
7 Daniel Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER +69.229s
8 Max Verstappen RED BULL RACING TAG HEUER +70.696s
9 Nico Hulkenberg FORCE INDIA MERCEDES +77.708s
10 Felipe Massa WILLIAMS MERCEDES +85.375s
11 Jenson Button MCLAREN HONDA +104.817s
12 Felipe Nasr SAUBER FERRARI +1 volta
13 Romain Grosjean HAAS FERRARI +1 volta
14 Kevin Magnussen RENAULT +1 volta
15 Jolyon Palmer RENAULT +1 volta
16 Esteban Gutierrez  HAAS FERRARI +1 volta
17 Marcus Ericsson SAUBER FERRARI +1 volta
18 Rio Haryanto MRT MERCEDES +2 voltas

 

Pin It