O piloto australiano da Red Bull, Daniel Ricciardo, venceu este domingo o Grande Prémio do Mónaco em Fórmula 1, terminando na frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), segundo, e do britânico Lewis Hamilton (Mercedes), este último a garantir com o terceiro lugar conqseguido no Mónaco a continuidade na frente do Mundial de pilotos de Fórmula 1. Ricciardo garantiu assim a sua sétima vitória na principal categoria do automobilismo mundial e a primeira no Mónaco, na sexta prova do campeonato de 2018.

Daniel Ricciardo, que partiu da “pole” garantida na véspera, assinou uma boa largada conseguindo liderar a corrida desde a primeira à última volta, terminando na frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrari) e do britânico Lewis Hamilton (Mercedes).

Curiosamente, Ricciardo ainda temeu não conseguir chegar ao fim, nomeadamente quando comunicou por rádio para o seu chefe de equipa que o monolugar da Red Bull estava a perder potência em pista: “O carro teve problemas, não sei se ouviram na transmissão, e tivemos muito que fazer. Senti o carro a perder potência e pensei que estava tudo perdido, mas, graças à equipa, conseguimos recuperá-lo."

GPMonaco 01

GPMonaco 02

GPMonaco 03

Sebastian Vettel (Ferrari) acabou em segundo, a 7s336, encontrando-se agora 14 pontos do líder do Mundial de F1, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que nesta prova monegasca terminou em terceiro, a 17s013, e que se mantém na frente do Mundial. Atrás dos homens do pódio terminaram Kimi Raikkonen (Ferrari), a 18,127 segundos, e Valtteri Bottas (Mercedes), a 18,822, respectivamente no quarto e quinto lugares, eles que foram ultrapassados na classificação do Mundial pelo vencedor desta prova. Lewis Hamilton soma agora 110 pontos na frente do Mundial de Pilotos, seguindo de Vettel com 96 pontos e Daniel Ricciardo, com 72 pontos. Valteri Bottas e Kimi Raikkonen, respectivamente com 68 e 60 pontos, são os quarto e quinto classificados no Mundial.

Sobre a prova, decorreu sem incidentes de maior, excepção feita ao incidente protagonizado por Charles Leclerc, o piloto monegasco da Sauber que não conseguiu evitar um abalroamento do Toro Rosso do neozelandês Brendon Hartley. As mudanças de pneus decorreram igualmente sem incidentes, tendo Lewis Hamilton sido o primeiro dos homens da frente a mudar de pneus, à 12ª volta, seguindo-se Vettel à 16ª e Ricciardo que entrou na boxe logo na volta imediata. Certo é que o piloto da Red Bull trocou de pneus e regressou à pista na liderança da corrida, acabando assim por levar o seu Red Bull até à bandeirada de xadrez, mesmo depois de alguns problemas sentidos com o seu monolugar em que deixou a impressão de que iria permitir a aproximação de Vettel.

O Mundial de Fórmula 1 prossegue no próximo dia 10 de Junho, para o Grande Prémio do Canadá, no circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, sétima prova do calendário para o campeonato de 2018.

©LusoMotores

GPMonaco 04

GPMonaco 10

GPMonaco 11

Pin It