Herlander Trindade vence Rali Fim de AnoO piloto Herlander Trindade, que formou dupla com Palmira Martins aos comandos de um Subaru Impreza, venceu, no passado sábado, o IV Rali Fim de Ano , organizado pela Escuderia Castelo Branco.

Antes de garantir a vitória à geral nesta prova, Herlander Trindade travou uma intensa luta com a dupla composta por Fernando Teotónio e Luís Morgadinho, em Mitsubishi Lancer EVO VII.

Após ter vencido as duas classificativas da parte da manhã, Herlander Trindade, partiu para a segunda secção com vantagem sobre Fernando Teotónio, que nos troços da primeira secção não acertou na escolha dos pneus, ficando na segunda posição à geral.

“Partimos com pneus demasiado rijos”, frisou Fernando Teotónio, acrescentando: “Não tivemos hipótese de testar o carro, que há oito dias estava parado e, além disso, venho de um acidente muito forte, o que implica sempre alguns traumas e falta de ritmo”.

Por seu turno, Herlander Trindade ficou em segundo lugar nos dois troços da tarde, mas subiu ao lugar mais alto do pódio, pelo que fez “um balanço muito bom da prova” e referiu ter gostado muito do percurso, que considerou “muito rápido”, mas sublinhou que “não se tornou perigoso”.

Trindade destacou a “muita segurança” do rali: “A Escuderia teve preocupação e está de parabéns, pelo que acho que vai ser um bom Rali de Castelo Branco para o Nacional”. Recorde-se que os troços utilizados no Rali Fim de Ano serão também percorridos na prova do campeonato, que irá decorrer nos dias 23 e 24 de Abril.

Na opinião de Herlander Trindade, este rali foi “um ensaio para o Rali de Castelo Branco”. “Acho que também foi o intuito da Escuderia ver se corria tudo bem e correu. Penso que da melhor forma”, completou o piloto, que ganhou também a Categoria 5 e o Clube do Peixe Challenge.

Concluindo o evento atrás de Fernando Teotónio, Pedro Gaspar, que formou dupla com Fabrice Gaspar em BMW 325 iX, foi terceiro classificado e venceu a Categoria 4, enquanto Veiga Lopes (Ford Cortina GT) triunfou na Categoria 1, Marco Afonso (Datsun 1200) conquistou a Categoria 2 e António Magalhães (Volkswagen Golf GTI) foi o mais rápido na Categoria 3.

Herlander Trindade vence Rali Fim de Ano

Director da prova faz balanço positivo

Por sua vez, o director da prova, Luís Dias, afirmou que o rali “correu maravilhosamente bem”: “Tivemos uma boa afluência de concorrentes, quer da terra, quer de fora e penso que o balanço é super positivo”. “Não temos nenhum acidente a relatar, o que é salutar em provas deste género”, acrescentou.

“Estamos todos de parabéns, porque o rali foi um fecho de temporada no início do ano, que foi gratificante”, declarou Luís Dias, sublinhando: “A equipa da Escuderia, mais uma vez, se portou à altura que estamos habituados, com um rali incólume, sem falhas”.

No que diz respeito às classificativas, o director de prova revelou que “o feedback dos participantes é muito positivo”. “O primeiro troço (S. Domingos) tem uma parte rápida, mas também tem uma parte muito técnica e de condução na segunda metade”, explicou. Quanto ao segundo troço (Fonte Longa), Luís Dias disse que “também foi do agrado geral dos participantes” e acrescentou que no Rali de Castelo Branco “será mais comprido, uma vez que vai começar dois ou três quilómetros antes, para terminar no mesmo sítio”.

“Foi um teste para o Rali de Castelo Branco, até para as equipas que estiveram nos troços, nomeadamente as de segurança”, concluiu Luís Dias.

Herlander Trindade vence Rali Fim de Ano

Pin It