RaliCorunha01O piloto do automóvel que se despistou no passado sábado no Rali da Corunha, Sergio Tabeayo Sande, vitimando mortalmente seis pessoas e ferindo outras 16, está destroçado e perturbado. Quem o garantiu já este domingo foi o presidente da autarquia de Carral, onde aconteceu o acidente. José Luiz Fernández, a propósito do acidente, garantiu que o piloto do Peugeot 206 XS "apenas se apercebeu do sucedido quando saiu do carro.

Recorde-se que nem o piloto nem o seu navegador sofreram quaisquer ferimentos resultantes do aparatoso acidente, mas tiveram ainda assim que ser evacuados do local por terem ficado em estado de choque, o que motivou também para eles assistência hospitalar depois de um acidente que provocou as já referidas seis vítimas mortais, entre elas duas mulheres grávidas e duas crianças.

Mariano Rajoy, presidente do governo espanhol, utilizou as redes sociais para expressar as condolências às famílias das vítimas. "Os meus sentidos pêsames pelos falecidos e desejos de pronta e completa recuperação dos feridos", escreveu Rajoy na sua conta oficial do Twitter.

Entretanto, dos 16 feridos transferidos para o Hospital Universitário da Corunha, cinco já tiveram alta, mas seis permanecem ainda internados, um dos quais em estado muito grave. Segundo a agência EFE, que citou fonte oficial pouco depois do acidente, a organização da prova tinha alertado que a zona de segurança dos espectadores estava a ser desrespeitada num troço considerado muito perigoso.

RaliCorunha02

Pin It