Fernandes e Cardoso vencem no Troféu Abarth 500Manuel Pedro Fernandes e Nuno Cardoso foram, no fim-de-semana, os vencedores das corridas do Troféu 500 Assetto Corse Portugal em Vila Real . As duas provas foram emocionantes de seguir e contaram com os olhares de milhares de espectadores que estavam presentes no circuito transmontano para a visita do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC) a Portugal.

A correr em casa, Manuel Fernandes foi o vencedor da primeira abordagem à pista. O piloto aproveitou muito bem o facto de arrancar na primeira posição para se colocar logo na frente da corrida, lugar que não largou ao longo de toda a prova. Se no início ainda teve alguma pressão, depois conseguiu uma margem de segurança que lhe permitiu gerir a liderança até final.

“Foi muito bom, mas não foi fácil, pois tive alguma pressão do José Manuel Pires, que foi uma boa surpresa. Dei o meu máximo e foquei-me na distância para o segundo, mas a corrida acabou mais cedo e venci”, comentou no final o vencedor.

Por seu turno, José Manuel Pires, estreante em Vila Real, arrancou do terceiro lugar e surpreendeu José Rodrigues saltando para o segundo posto. A partir daí, os dois travaram uma luta muito grande pelo lugar intermédio do pódio até ao final, rodando sempre muito juntos. Nuno Cardoso foi o quarto classificado, depois de arrancar em quinto. O piloto de Vila da Aves ainda caiu para o sexto lugar, mas depois recuperou duas posições, fez a volta mais rápida da corrida e terminou na frente de Rui Meireles, que registou um bom regresso à competição.

A corrida terminou mais cedo do que o previsto, com apenas cinco voltas decorridas, depois de Francisco Rodrigues ter protagonizado um despiste. Na sequência do incidente, o carro foi projectado para o meio da pista e Joaquim Teixeira não conseguiu evitar o toque. Entrou então o “safety car” em pista e a seguir foi mostrada a bandeira vermelha, concluindo a corrida.

Fernandes e Cardoso vencem no Troféu Abarth 500

Na segunda prova, Nuno Cardoso arrancou do primeiro lugar, mas tinha atrás de si Manuel Fernandes, logo seguido por José Rodrigues, José Pires e Francisco Carvalho. Logo após a partida, Rodrigues e Carvalho tocaram-se, desistindo ambos e obrigando à entrada do “safety car”. No reatamento, Cardoso e Fernandes, por esta ordem, disputavam a liderança metro a metro, até que na quinta volta, Fernandes não evitou um toque no seu adversário directo, danificando o radiador do seu carro e um tubo do turbo. Com isto começou a perder terreno, caindo para o quinto lugar.

Entretanto, Rui Meireles ascendeu ao segundo posto, mas com o andamento mais lento de Manuel Fernandes foi surpreendido por José Manuel Pires. Na sétima volta, José Pires teve uma saída de pista, obrigando à mostragem da bandeira vermelha. Terminou assim a corrida mais cedo, com a classificação a ser a da volta anterior, ou seja, da sexta, pelo que Nuno Cardoso ficou na mesma com a vitória. Logo atrás ficaram Manuel Fernandes e Rui Meireles, fechando o pódio. Dentro dos cinco primeiros classificaram-se ainda José Manuel Pires e José Pires.

“Foi um duelo muito duro mas com uma luta muito leal. Estou muito satisfeito, pois ganhar em Vila Real é o concretizar de um sonho”, afirmou Nuno Cardoso.

Fernandes e Cardoso vencem no Troféu Abarth 500

Pin It