Paulo Gonçalves vence terceira etapa na SardenhaO piloto português Paulo Gonçalves (Honda) venceu, esta terça-feira, a terceira etapa do Rali da Sardenha, quarta ronda do Campeonato do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno, em Itália , redimindo-se do azar da etapa anterior, onde perdeu a liderança da prova.

Na terceira tirada, Gonçalves recuperou grande parte do tempo perdido na etapa anterior após um erro de navegação, sendo agora o sexto classificado da tabela geral classificativa. O piloto luso recuperou de 19 minutos e 13 segundos para 9m07s o tempo que o separa do líder da geral, o italiano Alessandro Botturi (Yamaha).

A classificação desta terceira de cinco etapas que compõem a edição de 2015 do Rali da Sardenha definiu-se novamente pela soma de tempos em dois troços cronometrados, com Paulo Gonçalves a sair de trás para chegar ao bivouac de Sa Itria na primeira posição. O piloto oficial da Honda foi o segundo mais rápido no primeiro sector, de 105 quilómetros cronometrados, a apenas 24 segundos do mais rápido, mas no segundo sector veio a assumir-se como o mais rápido ao longo dos restantes 108.3 quilómetros a contra-relógio.

“Terminámos uma longa etapa. Consegui estar num bom nível, não cometi erros e consegui vencer o dia. Consegui ainda recuperar muito tempo na classificação geral depois dos problemas que tive ontem com o roadbook. Ainda temos muitos quilómetros para percorrer, vou tentar ao máximo recuperar aos lugares do pódio. Todo o trabalho desenvolvido pela equipa HRC está a ser fantástico, este pequeno motor que usamos na Sardenha está a funcionar perfeitamente. Vou tentar desfrutar ao máximo estes dois últimos dias na ilha”, comentou Paulo Gonçalves.

Paulo Gonçalves vence terceira etapa na Sardenha

Por seu turno, Hélder Rodrigues (Yamaha) foi o terceiro piloto mais rápido na segunda das duas especiais cronometradas do dia. Com este resultado, Hélder Rodrigues ascendeu à quinta posição da classificação geral, tendo reduzido a sua diferença para o líder da prova em mais de três minutos, de 7m48s para 4m29s.

Aos comandos de uma Yamaha WR450F, o piloto oficial da Yamaha, que tinha sido quinto posicionado no troço inicial desta terça-feira, continua a ser o melhor piloto luso em prova e viu também a sua diferença para o actual campeão do mundo, Marc Coma, reduzir-se para apemas 22 segundos, tempo que é também o que o separa da quarta posição da geral.

A quarta e penúltima etapa do Rali da Sardenha põe fim à etapa maratona deste rali, onde os pilotos não dispõem de acesso a qualquer tipo de assistência mecânica até à chegada ao bivouac de San Teodoro. O dia reserva duas especiais cronometradas, com 75 e 85 quilómetros, respectivamente.

Pin It