×

Mensagem

Failed loading XML...

Disponibilizado pela Peugeot Portugal durante a apresentação da versão SW deste modo, o LusoMotores pôde ter um primeiro contacto com o Peugeot 308 na variante berlina, modelo recentemente eleito em Portugal como “Carro do Ano 2022” e cuja comercialização começou nos últimos dias de 2021. Apresentado como o novo rosto da marca do Leão, até pelo facto de ser o primeiro a transportar a nova imagem da marca com o logotipo recentemente adoptado como o novo símbolo da Peugeot, esta berlina 308, com tudo para se tornar num argumento de peso do construtor francês para o importante segmento C, deu conta da qualidade que lhe é reconhecida, quer nos materiais quer nas prestações, mesmo tendo em conta que houve um ou outro pormenor que não gostámos.

Com base no seu sucesso comprovado no segmento das berlinas compactas, com mais de 7.000.000 de veículos vendidos ao longo das várias gerações, que foram distinguidas com 42 prémios internacionais, incluindo o galardão “Car of the Year” em 2014, a marca Peugeot iniciou a comercialização do novo Peugeot 308 no final de 2021, altura em que o público conheceu um veículo com um design particularmente sedutor no qual a otimização geral da arquitetura beneficia a habitabilidade e sublinha a sua dinâmica, bem como a sua identidade.

Com um comprimento é de 4,36 m (+11 cm), o novo Peugeot 308 apresenta agora o para-brisas numa posição mais inclinada e recuada, num veículo em que a distância entre eixos aumentou 55 mm para 2,675 m, beneficiando a habitabilidade dos passageiros de trás. Já a altura foi reduzida em 22 mm, para um total de 1,44 m. O volume líquido da bagageira atinge agora os 412 litros, incluindo 28 litros no compartimento abaixo do piso. Com o rebatimento dos encostos do banco traseiro, o volume líquido pode atingir os 1.323 litros.

JGR38790

JGR38564

JGR37903

Equipamente tecnológico de última geração

No capítulo da tecnologia, o novo Peugeot 308 integra a mais recente geração de sistemas de ajuda à condução, com o novo e evoluído Peugeot i-Cockpit com i-Connect Advanced integrado e um sistema de infotainment conectado e moderno com novas soluções. Curiosamente, e do que pudemos observar, a informação proporcionada em camadas não se apresenta nem intuitiva nem esclarecida, e obriga a algum tempo para personalizar o painel digital no tablier principal por forma a que este se torne bem mais “friendly”. Fica por isso agendada para um primeiro test-drive mais alongado no tempo a missão de personalizar este mesmo tablier por forma que possamos afastar a primeira impressão de confusão digital que nos deixou.

Aliás, para além da informação algo “amontoada”, ficou a sensação de que a visibilidade do mesmo tornou-se agora menos fácil do que aquilo a que já estávamos habituados em modelos como o 208 ou mesmo o 508. Neste novo Peugeot 308, o volante igualmente pequeno que deveria permitir visualizar o tablier sem dificuldade, não cumpre esta missão de igual modo, isto porque o painel surge agora ligeiramente mais baixo o que obriga o condutor a “pendurar-se” no volante para ter uma visibilidade completa, pelo menos enquanto não encontramos a posição de condução acertada.

Certo é que o painel de instrumentos digital surge posicionado à altura dos olhos, integrando um ecrã de 10“ desde o nível de equipamento Active Pack, assumindo a tecnologia 3D no nível GT. A julgar pelo garante a marca e que nós poderemos comprovar mais tarde, este ecrã é totalmente parametrizável e personalizável, com vários modos de visualização (navegação conectada TomTom, Rádio/Media, ajudas à condução, fluxo de energia, etc.), selecionáveis a partir do respetivo comando.

A construção do tablier do novo Peugeot 308 baseia-se numa arquitetura high-vent que posiciona as saídas de ar mesmo em frente às cabeças dos ocupantes, localização pensada para proporcionar o máximo conforto ao condutor e passageiros. Esta arquitetura permite que o ecrã tátil de 10” (de série dependendo das versões) esteja colocado ligeiramente mais abaixo do que o painel de instrumentos digital, mais próximo da mão do condutor, e estando naturalmente integrado no volume geral do tablier.

JGR36798

JGR36799

JGR36806

A partir do nível de equipamento Allure, o novo Peugeot 308 integra i-toggles virtuais, totalmente configuráveis, que substituem o painel físico da climatização. Posicionados junto do ecrã central, em posição de livro aberto, proporcionam uma estética e um nível tecnológico únicos no segmento. Cada i-toggle é uma tecla de atalho sensível ao toque, dando acesso às funções da climatização, a um contacto telefónico, a uma estação de rádio, ou a uma aplicação, sendo totalmente parametrizáveis de acordo com as escolhas do utilizador.

O Peugeot i-Cockpit do novo Peugeot 308 mantém o princípio do ecrã central do tipo driver oriented, otimizando a ergonomia da condução, mas apenas o suficiente para que o passageiro não se sinta excluído dessa experiência. O mesmo princípio aplica-se à consola central, propositadamente acessível ao passageiro da frente. Esse foi um dos principais objetivos do estilo interior do novo 308, o de equilibrar o espaço entre os dois ocupantes da primeira fila.

O design da consola central traduz o ganho de espaço proporcionado pela compacidade da nova unidade de climatização. O seu design reúne todos os controlos dinâmicos do veículo sobre um arco do lado do condutor, nomeadamente um novo controlo compacto, de impulso, para seleção dos modos (Reverse, Neutral, Drive) e 2 botões (Parking e Manual) para a caixa de velocidades automática de 8 velocidades, mas também o seletor do Modo de condução, para escolher os diferentes modos (Electric, Hybrid, Eco, Normal e Sport) consoante a motorização.

O arco da consola central prolonga-se até à zona dedicada para carregamento sem fios de smartphones. Assim, a restante consola central é inteiramente dedicada a espaços de arrumação e à conveniência de colocação dos objetos. com dois porta-copos de grandes dimensões, duas tomadas USB C (carga e carga/dados), vários espaços de arrumação até 34 litros e um apoio de braço.

JGR36810

JGR36847

JGR36971

Condução tão agradável quanto assertiva

Ultrapassadas as questões tecnológicas, resta dar conta das sensações dinâmicas permitidas por esta berlina que se mostrou particularmente divertida e agradável de conduzir. Pudemos assim dar conta de um automóvel eficiente e com elevado desempenho no capítulo aerodinâmico até ao mais pequeno detalhe, num Peugeot 308 fiel ao conceito “Power of Choice” que, também por isso, está disponível no mercado com motorizações híbridas plug-in e térmicas, a gasolina ou diesel. Deixando a referência aos diversos items que determinam os completos pacotes de equipamento, algo que poderemos abordar num ensaio mais alongado, pudemos verificar na variante equipada com um motor híbrido plug-in um comportamento assertivo.

Esta condução assertiva permitida pelo novo Peugeot 308 compreende-se afinal se tivermos em conta que a marca procurou dotar este modelo de uma rigidez da carroçaria otimizada através da colagem dos elementos estruturais. Mais do que nunca, o prazer de condução está nos genes do novo Peugeot 308, com um comportamento em estrada exemplar, um conforto de rolamento topo de gama, uma excelente agradabilidade ao volante e uma perfeita maneabilidade em cidade, graças ao diâmetro de viragem entre passeios de 10,5 m.

Conhecemos assim neste primeiro contacto a variante equipada com um motor PureTech de 150 cv (110 kW) e um motor elétrico de 81 kW acoplado à caixa e-EAT8 / com emissões de 25 g de C0₂ por km e uma autonomia 100% elétrica máxima de 61 km (de acordo com o protocolo WLTP em circuito misto). A bateria de iões de lítio tem uma capacidade de 12,4 kWh e uma potência de 102 kW, estando disponíveis dois tipos de carregadores embarcados, que vão ao encontro de todas as utilizações e soluções de carregamento pretendidas pelo cliente, um carregador monofásico de 3,7 kW, de série, e outro de 7,4 kW, igualmente monofásico, opcional.  

JGR31546

JGR32573

JGR31003

Os tempos de recarga estimados variam conforme o sistema de carregamento, sendo que se estivermos perante uma Wall Box 7,4 kW, esta permite uma carga completa em 1h40 com o carregador de bordo monofásico (7,4 kW). Já se estivermos perante uma tomada reforçada (16 A), esta permite uma carga completa em 3h50 com o carregador de bordo monofásico (3,7 kW). Por fim, quando o carregamente é feito a partir de uma tomada standard (8 A), é possível uma carga completa em 7h05 com o carregador de bordo monofásico (3,7 kW).

Dimensões... mais longo e mais baixo

Voltando ao nosso contacto com este “Carro do Ano 2022”, o novo Peugeot 308 muda a sua morfologia, agora com uma distância entre eixos que cresceu 55 milímetros para alongar a sua silhueta e oferecer mais espaço aos passageiros traseiros, enquanto a altura diminuída em 20 milímetros, associada a um soft-nose, alongam, visualmente, o capô. Para cumprir com o seu objetivo de eficiência aerodinâmica, o novo Peugeot 308 não procurou exibir a sua postura e expressividade através do exterior, mas sim através do que não está à vista. Tal foi alcançado pelo extenso trabalho de otimização estrutural, bem como por um superior desempenho na estampagem da carroçaria.

A carroçaria do novo Peugeot 308 está ajustada o mais próximo à sua estrutura, algo que é particularmente visível ao nível dos guarda-lamas muito pronunciados e esculpidos, sem que se registe um aumento das suas vias. Na lateral, o flanco simples e liso encontra o seu caráter poderoso nas duas secções quadradas incisivas que se sobrepõem às rodas dianteiras e traseiras. O design do brasão lateral inspira-se na história da identidade da marca (Peugeot 205, 208, 308, etc.), ao mesmo tempo que demonstra o dinamismo resultante do trabalho realizado na silhueta.

Já a secção traseira, estratégica para o desempenho aerodinâmico, foi concebida em túnel de vento, com base nos pontos de passagem ideais da silhueta de uma berlina. Assim, a linha de estilo característica que atravessa a traseira baseia-se nesta aerodinâmica ótima, tal como a linha de tejadilho que exige a presença de um longo spoiler, elemento distintivo do estilo do novo Peugeot 308. E tal como já referimos atrás, o novo Peugeot 308 ostenta o novo símbolo da marca Peugeot numa grelha que lhe está inteiramente dedicada, com a sua posição destacada pelo próprio padrão da grelha que converge, gradualmente, na sua direção.

Uma evolução ao nível do design e da tecnologia, o radar para as ajudas à condução está ocultado pelo símbolo (com tecnologia protetora “radôme”, recorrendo a índio na sua construção, compatível com ondas de radares), e deixando-o em destaque na grelha. A placa de matrícula passa, agora, a estar colocada na zona inferior do para-choques.

JGR31457

JGR32888

JGR36975

Os projetores dianteiros beneficiam da tecnologia LED desde o primeiro nível de equipamento. Cinzelados e finos, contribuem para o dinamismo e para a identidade do novo Peugeot 308. São prolongados pelas luzes diurnas em forma de presas no para-choques dianteiro. Esta assinatura luminosa insere-se perfeitamente no estilo atual da Peugeot, identificável desde o primeiro olhar, tanto de dia, como de noite. Nos níveis de equipamento GT/GT Pack, os projetores Full LED são ainda mais finos e estão dotados com Peugeot Matrix LED Technology, para uma superior eficácia e segurança no quotidiano.

Na traseira, os faróis adotam a tecnologia full LED, exibindo 3 garras para uma assinatura luminosa moderna, específica da marca.

O novo Peugeot 308 está disponível em sete cores: Verde Olivine, Azul Vertigo, Vermelho Elixir, Branco Nacré, Branco Banquise, Cinzento Artense e Preto Perla Nera.

Resta referir que tudo isto surge até ao potencial condutor com um preço de venda ao público a partir dos 25.900 euros para a variante equipada com o motor a gasolina 1.2 PureTech de 110 cv. Já as variantes equipadas com motorizações híbridas Plug-in como aquela que pudemos conhecer, estão disponíveis com preços a partir dos 38.050 euros. Já a tabela de preços completa bem como o valor de algum equipamento opcional pode ser conhecido aqui através da informação oficial da Peugeot Portugal.

JGR37443

JGR37559

JGR38564

Jorge Reis / LusoMotores
Pin It