No mundo dos automóveis, a busca por aventura e conforto é constante e é exatamente isso que o novo Nissan X-Trail promete oferecer. Para isso revela-se como um modelo disponível para toda a família, nomeadamente o conjuge e os filhos que vivem lá em casa e com quem vamos de férias ou procuramos passar os fins-de-semana, ou os colegas do escritório com quem partilhamos viagens entre reuniões ou usamos mesmo o automóvel para reuniões relãmpago em dias mais agitados. Procurei por isso viver um pouco desses ambientes ao longo de um test drive com este SUV versátil, tentando descobrir o que diferencia o X-Trail dos seus concorrentes diretos no mercado português.

Uma curiosidade que não poderia passar ao lado deste texto resulta do facto de eu próprio ter como um dos carros no agregado familiar, em casa, um Nissan X-Trail de 2006 com mais de 250 mil quilómetros, o qual continua a ser um dos veículos mais fiáveis e disponíveis com o qual conto todos os dias. O X-Trail que fui encontrar agora neste test-drive não tem absolutamente nada a ver com o velhinho X-Trail lá de casa, mas a curiosidade estava lá, do mesmo modo que ficou a certeza de que a evolução impressionante entre modelos assenta afinal na mesma fiabilidade que conhecia do meu Nissan.

Concentrando atenções no novo Nissan X-Trail, com o sistema e-Power, encontramos desde logo um SUV com linhas aerodinâmicas e detalhes sofisticados que se destaca no meio da multidão. Perante este SUV, a primeira coisa que chama a atenção é o seu design moderno e elegante. O espaço interno é generoso, proporcionando conforto tanto para o motorista quanto para os passageiros, isto num modelo que surge agora com capacidade para sete pessoas em três filas de bancos. Estamos assim perante um SUV perfeito para famílias ou para aqueles que gostam de viajar com amigos, podendo tirar partido ainda de uma bagageira que oferece espaço mais do que suficiente para as malas de viagem ou equipamento desportivo em fins-de-semana de aventura.

Outro destaque é a tecnologia presente no X-Trail. Com um sistema de entretenimento avançado e conectividade Bluetooth, é possível desfrutar de música e chamadas sem distrações. Além disso, o sistema de navegação integrado facilita a vida do condutor, tornando cada viagem mais conveniente e segura. No entanto, nem tudo são flores, num automóvel em que o consumo se revelou por vezes mais elevado, facto compreensível se pensarmos no peso deste SUV, algo que também influencia a resposta do acelerador menos veloz em certas situações.

Nissan X-Trail KR15 e-Power e-4orce

Ficha técnica

Motor a gasolina de 1.5 litros
Cilindrada - 1497 cc
Potência - 213cv às 5000 rpm
Binário - 330 Nm às 2400 rpm
Transmissão - elétrica
Aceleração (0-100 kmh) - 7 s
Velocidade máxima - 180 kmh
Emissões CO2 - 146 g/km
Consumo - 6,5 l/100km (ciclo combinado)

Dimensões
Comprimento - 4680 mm
Largura - 1840 mm
Altura - 1695 mm
Entre eixos - 2705 mm

Uma questão que obriga a sermos racionais no momento da compra tem a ver com a nossa utilização efectiva do automóvel, isto porque se o nosso dia-a-dia é passado maioritariamente em ambiente citadino, nomeadamente em ruas mais estreitas ou a precisar de estacionar em locais em que o estacionamento é mais escasso, as dimensões do X-Trail acabam por complicar a tarefa do condutor, levando a que a opção deste recaia pela utilização de um automóvel de dimensões mais reduzidas ou um SUV mais compacto.

Se pensarmos na concorrência, facilmente encontramos duas opções que surgem como concorrentes diretos no mercado português, nomeadamente o Toyota RAV4 e o Honda CR-V, modelos que oferecem do mesmo modo desempenhos sólidos, conforto e espaço interno semelhantes ao que é permitido pelo X-Trail. No entanto, o X-Trail consegue destacar-se pelo design mais arrojado e um sistema de entretenimento mais avançado.

A somar a todas as características já expostas temos que dar conta da presença do sistema e-Power no Nissan X-Trail, algo que permite olhar para este SUV como um veículo elétrico sem que estejamos obrigados a ter os cuidados dos carregamentos. Na verdade, não estamos perante um veículo elétrico, porque também possui motor de combustão, mas o seu funcionamento é tudo menos convencional sendo a sua propulsão integralmente elétrica ainda que não seja necessário carregar as baterias. Confuso? Na verdade não tem confusão alguma.

Expliquemo-nos então... O sistema e-Power é uma tecnologia híbrida exclusiva da Nissan que combina um motor a gasolina com um motor elétrico. Assim, no caso do X-Trail com o sistema e-Power, o motor a gasolina é utilizado para gerar eletricidade, que alimenta o motor elétrico responsável pela propulsão do veículo. Isso resulta numa condução mais eficiente em termos de consumo de combustível e na redução de emissões de CO2. Além disso, torna-se possivel uma melhoria significativa na eficiência energética, proporcionando uma autonomia maior em modo elétrico e uma resposta mais suave e rápida durante a condução, podendo o sistema e-Power oferecer igualmente benefícios como regeneração de energia durante a desaceleração e travagem, aumentando ainda mais a eficiência do veículo.

Com a utilização do sistema e-Power, o Nissan X-Trail passa a permitir uma experiência de condução mais sustentável e económica, sem comprometer o desempenho e a versatilidade que são características do SUV. E de facto, nas poucas centenas de quilómetros realizadas no test-drive da unidade cedida ao LusoMotores, num SUV conhecido por oferecer um bom comportamento dinâmico em diferentes tipos de estradas e condições de condução, pudemos tirar o melhor partido das melhores características em traçados sinuosos bem como em pisos mais escorregadios ou em mau estado.

Disponível com tração nas quatro rodas, o Nissan X-Trail responde com melhor aderência e estabilidade em pisos escorregadios. Além disso, o X-Trail possui uma suspensão adaptável que se ajusta às condições da estrada, proporcionando um equilíbrio entre conforto e estabilidade. Isso ajuda a lidar com pisos irregulares ou em mau estado, absorvendo as imperfeições da estrada.

Há ainda que ter em conta os sistemas avançados de controle de estabilidade, como o Controle Dinâmico do Veículo (VDC) e o Controle de Tração (TCS), que ajudam a manter o veículo estável em curvas e a evitar derrapagens em pisos escorregadios, tudo isto num modelo automóvel com uma direção projetada para ser precisa e responsiva, proporcionando ao condutor uma sensação efectiva de domínio do volante perante qualquer imprevisto para uma segurança acrescida.

Em resumo, após alguns dias em que fiz deste Nissan X-Trail e-Power o meu veículo de todas as horas, a vontade de o entregar à Nissan foi pouca, ficando retidas as boas sensações de condução deste SUV com propulsão elétrica alimentada pelo motor a combustão. Esta realidade retira-nos a ansiedade provocada pelas questões em redor dos valores da autonomia, isto porque continuamos a poder abastecer o X-Trail com combustível convencional ainda que estejamos perante um modelo que permite a suavidade e eficiência energética de um SUV elétrico.

O preço, esse, pode obrigar-nos a repensar algumas questões financeiras, mas se olharmos para aquilo que o Nissan X-Trail nos permite, mesmo a unidade testada para o LusoMotores com capacidade para cinco passageiros mas sempre com uma prestação assertiva de um conjunto motriz particularmente eficiente, porventura os 52.670 euros podem ser vistos como um bom investimento e já não tanto como uma despesa.

ensaio: Jorge Reis
fotos: Diogo Faria Reis
Pin It