Surpreendidos positivamente pela qualidade do novo Dacia Duster, que fomos conhecer a França, quisemos falar com os responsáveis da marca para saber mais sobre este SUV, agora disponível na sua segunda geração, um modelo já desde o início vencedor pela forma como tem vindo a conseguir convencer o mercado para a sua qualidade. Falámos por isso com Ricardo Oliveira, responsável pela Comunicação do Grupo Renault, à qual pertence a marca Dacia, que nos deu conta da realidade deste modelo, mas também do bom momento que atravessa a marca Dacia que, diz, poderá estar em breve “no top 15 das marcas automóveis em Portugal”.

Acompanhe aqui o diálogo da reportagem
do 
LusoMotores com Ricardo Oliveira 
{play}images/stories/podcasts/DaciaDuster.mp3{/play}
Dacia 51767 global en

No diálogo mantido entre a reportagem do LusoMotores em França, na região de Les Baux-de-Provence, e Ricardo Oliveira, o qual aqui incluímos na íntegra e que convidamos a que acompanhe através do acesso ao ficheiro áudio, este responsável começa por destacar o facto de estarmos perante um “novo Dacia, ainda mais Dacia e ainda mais Duster”. A nova geração deste SUV, de acordo com o nosso interlocutor, assenta sobre uma revolução no interior do Duster, com um novo design, “com a introdução de novos equipamentos que de alguma forma eram reclamados pelos clientes e que tornam o Duster um carro moderno”. Foi assim conseguida, ainda de acordo com Ricardo Oliveira, “uma renovação ligeira no exterior e uma renovação completa no interior”.

Curiosamente, dos ensaios realizados em França ao novo Dacia Duster, ficámos com a ideia clara que a grande novidade do mesmo foi o "upgrade" conseguido pela marca na percepção de qualidade e conforto que é agora possível perceber quando entramos a bordo do habitáculo e avançamos para a sua condução. Melhores materiais, maior prazer de condução e a mesma aptidão para a aventura, nomeadamente na versão 4x4, permitem ao condutor, mas também a quem segue enquanto passageiro no interior deste SUV agora renovado, uma clara percepção de estarmos num automóvel novo e muito melhor do que na geração anterior.

Dacia a caminho do "Top 15"

Dacia 50456 global enSobre a realidade da marca Dacia no mercado nacional, o Director de Comunicação do Grupo Renault em Portugal lembra que “é a marca que mais cresce no mercado português, com 50% de crescimento no final de Outubro, com uma quota de mercado que já ultrapassou os dois por cento”, um valor que resulta de uma subida os responsáveis da Dacia acreditam que “irá continuar e poderá levar a marca ao ‘top 15’ das marcas automóveis em Portugal”.

Lançada em 2008 em Portugal, numa altura em que Ricardo Oliveira acredita que praticamente ninguém conhecesse a marca no mercado luso, a Dacia tem vindo a conseguir desde então “crescimento sustentado”. Dacia 51737 global en“Desde a sua introdução no mercado fomos criando notoriedade à marca e hoje, com os novos modelos, visto que toda a gama foi renovada no último ano, possuindo a gama mais jovem da Europa, pensamos que está criada a embalagem para a que a marca possa continuar, nos próximos meses ou mesmo nos próximos anos, a crescer no mercado português”, acrescenta o nosso interlocutor para quem este crescimento nem sequer é feito à custa da fuga à imagem “low cost” que tem rodeado a marca já que, diz, “a imagem ‘low cost’ não tem hoje nenhuma conotação negativa”.

“A Dacia permite agora uma oferta muito clara. As pessoas, quando vão à Dacia, sabem que vão encontrar um carro fiável, robusto, generoso na medida em que oferece muito pedindo pouco em troca, nomeadamente pouco em termos de valor, e com um posicionamento que continua praticamente a não ter concorrência. Dacia 51766 global enÉ um posicionamento ‘low cost’ evoluído, um conceito que costumamos chamar de ‘compra perspicaz’ ou ‘compra inteligente’, e isto porque quem o faz sabe perfeitamente aquilo que vai encontrar”, concluiu.

Quanto a nós, tal como já o referimos antes, e por aquilo que vimos e testámos, não só deste Dacia Duster mas também de outros modelos da marca – o LusoMotores testou recentemente o novo Sandero que, indo ao encontro do anúncio publicitário, permitiu vencer os desafios do dia-a-dia” –, assinamos por baixo a boa qualidade desta marca, que é claramente vencedora na relação preço/qualidade, mas é hoje mais do que apenas isso, sendo a tal marca fiável, robusta e generosa, para além de ser ideal para quem aposta em compras racionais.

reportagem: Jorge Reis (em Les Baux-de-Provence, França)

Pin It