É já em Julho que irá chegar à rede de concessionários da Kia em Portugal o novo Kia Ceed, modelo que transporta novos motores e mais tecnologia face à geração anterior. Três novas motorizações — 1.4 T-GDI e 1.6 diesel de 115 e 136 cv —, dois níveis de equipamento com dotações de série focadas na segurança ativa e tudo isto com preços de lançamento que começam nos 18.440 euros, eis a forma mais simples de resumir a realidade deste automóvel que o LusoMotores foi conhecer na região algarvia do Carvoeiro permitindo por ali uma excelente primeira impressão.

A proposta que nos foi feita pela Kia Portugal foi no sentido de podermos conhecer o novo Kia Ceed, modelo do segmento C que representa 24% das vendas da marca no nosso país, e que tem chegada marcada ao mercado nacional no mês de Julho, com quatro motorizações e dois níveis de equipamento. Com uma nova filosofia de design, tecnologias de segurança nunca antes aplicadas pela marca e uma nova geração de motores, a terceira geração do Ceed é a resposta da Kia a um mercado em profunda mutação.

O novo Kia Ceed chegará primeiro na sua versão de cinco portas, com preços de lançamento que começam nos 18.440 euros, para a versão 1.0 T-GDi SX, culminando nos 27.640 euros da versão 1.6 CRDi 7DCT TX. Em Outubro, alinhada com os restantes mercados europeus, será a vez de chegar a variante Sportswagon para desse modo completar a gama. Pela nossa parte, e depois de voarmos para o aeroporto de Faro, pudemos a partir dali começar por testar exactamente a versão equipada com o bloco diesel 1.6 CRDi acoplado à nova caixa de velocidades de sete velocidades de dupla embraiagem (DCT) na ligação até ao Hotel Tivolo Carvoeiro, uma agradável unidade hoteleira que mereceu uma requalificação para um excelente resultado final e sobre a qual daremos conta no canal de Turismo do portal LusoNotícias.

A partir do Carvoeiro, com regresso agendado naturalmente de novo para o Carvoeiro, pudemos avançar para algumas largas dezenas de quilómetros pelas estradas algarvias agora ao volante do Kia Ceed equipado com o "pequeno" bloco a gasolina 1.0 T-GDI, unidade sobrealimentada por turbocompressor, com 120 cv, que deu conta de grande versatilidade, deixando a indicação de que poderá ser um argumento de peso para o sucesso deste renovado modelo na marca sul-coreana. Por fim, e porque a apresentação no Algarve foi particularmente agradável mas era necessário regressar ao trabalho, o regresso foi feita ao volante, desta feita com uma versão a gasolina com o novo motor “Kappa” de 1,4 litros T-GDi, que substitui o anterior 1,6 litros GDI, oferecendo 140 cv (mais 4% do que o seu antecessor) apesar da redução da cilindrada, um automóvel que nos permitiu uma excelente viagem ao longo de toda a A2, dando conta de um excelente conforto, um “pisar” assinalável e um comportamento irrepreensível.

Sobre este renovado modelo que a Kia coloca para o segmento C, João Seabra, Director-Geral da Kia Portugal diz tratar-se da “maior revolução operada pela Kia no segmento C, uma classe de importância vital para qualquer mercado europeu, incluindo o português”. “A nova geração Ceed introduz tecnologias nunca antes colocadas a bordo de um Kia, incluindo a condução autónoma de nivel 2, bem como uma nova plataforma e uma nova gama de motores, os mais limpos alguma vez produzidos pela marca e que respondem às exigentes normas que se preparam para entrar em vigor”, acrescenta este responsável.

“O novo Ceed é mais do que um novo modelo... ele é a resposta a um mercado em profunda mutação, quer pelas normas de emissões que aí vêm, quer pelas opções dos consumidores, hoje mais conscientes da importância dos equipamentos de segurança e cada vez mais abertos à racionalidade das novas motorizações a gasolina. Com o novo Ceed, a Kia está preparada para este novo e diferente perfil de mercado”, refere João Seabra.

Um novo projeto para defender uma fasquia elevada

O novo Kia Ceed é o herdeiro de uma tradição que consolidou a marca em Portugal e a transportou para um plano de destaque, tendo contribuído de forma decisiva para a conquista de novos clientes e, acima de tudo, para a sua fidelização. Desde o seu lançamento, em 2007, o Kia Ceed foi responsável por perto de 16.000 unidades vendidas no nosso país.

Até Maio deste ano, nos seus últimos meses de carreira, o Ceed foi mesmo o modelo mais vendido da Kia, com 24% do total, o que testemunha a qualidade do conceito e a confiança dos consumidores portugueses numa marca que é a única a oferecer 7 anos de garantia nos seus produtos.

Cabe ao novo Ceed responder a esta fasquia elevada, para o que surge na terceira geração desde logo com uma nova linguagem de design, em que as linhas arredondadas dão agora lugar a um estilo de arestas mais pronunciadas e silhueta mais atlética, mantendo os sinais de identidade de marca, como seja a grelha dianteira “nariz de tigre”. Para além da linguagem visual, a terceira geração Ceed, que assenta numa nova plataforma, destaca-se pela reformulação total do interior, onde os materiais de elevada qualidade são usados em toda a extensão do habitáculo.

As diferenças, todavia, não estão apenas no visual ou na qualidade percebida, isto porque a tecnologia reúne uma boa parte das novidades fundamentais, a começar pelas motorizações, apontadas pelo construtor como “as mais limpas e eficientes de sempre e que cumprem as normas Euro 6d TEMP”.

As motorizações presentes na gama portuguesa são quatro, a saber...

Na gama a gasolina, está disponível o 1.0 T-GDI, bloco sobrealimentado por turbocompressor, com 120 cv, a que se junta uma das grandes novidades de que aqui já demos conta, o novo motor “Kappa” de 1,4 litros T-GDi, bloco que vem substituir o anterior 1,6 litros GDI, agora com 140 cv. Ambos os T-GDi estão equipados com um filtro de partículas de gasolina, que reduz ainda mais as emissões de escape e garante que o novo Ceed vai além das exigências da norma Euro 6d TEMP. Nos diesel, a gama nacional conta com o novo 1.6 CRDi, em duas versões distintas, uma com 115 cv e a outra, mais potente, com 136 cv. Estes novos CRDi "U3" utilizam a tecnologia de controlo ativo de emissões SCR (Redução Catalítica Seletiva) para diminuir de forma significativa as emissões.

Em Portugal, todos os motores estarão associados a uma caixa manual de seis velocidades, enquanto os novos motores T-GDi de 1,4 litros e CRDi de 1,6 litros estarão disponíveis também com a nova caixa de sete velocidades de dupla embraiagem da Kia (DCT).

Equipamento a bordo nivelado por cima

O novo Kia Ceed chega também com mais equipamento, procurando seguindo a tradição da marca que tem vindo a procurar colocar-se no topo do mercado no que diz respeito à relação preço/equipamento. A gama portuguesa é assim constituída pelos níveis de equipamento SX e TX, sendo que logo na base podem ser encontradas, de série, dotações avançadas de segurança e apoio à condução, tais como Sistema Alerta de Condutor, Alerta de Colisão Frontal, Assistente de Manutenção em Faixa de Rodagem, ou Faróis Máximos Automáticos, entre outros.

Comum aos dois patamares de equipamento são ainda elementos de conforto como o Bluetooth, ligação USB, cruise control com limitador de velocidade, ecrã touchscreen, para além das luzes diurnas em LED, entre muitos outros. E uma nota de novidade absoluta: o Kia Ceed é o primeiro carro do seu segmento a ser lançado com luzes DRL traseiras.

Em opção, a Kia Portugal disponibiliza, nas versões com caixa DCT, o pack de segurança ADAS PLUS, o qual combina duas funções de assistência à condução (Assistente de Manutenção em Faixa de Rodagem + Cruise Control com manutenção de distância), o que se traduz numa condução autónoma de Nivel 2. É a primeira vez que tal acontece num Kia, traduzindo a forte aposta da marca neste modelo para o segmento C.

E porque o futuro é já ali adiante, o novo Kia Ceed afirma-se preparado para o futuro, tendo a Kia Motors Europe confirmado já que, em 2019, este modelo estará disponível com a nova tecnologia “mild-hybrid” de 48 volts “EcoDynamics+” da Kia.

reportagem: Jorge Reis

KiaCeed GroupShot 02

Pin It