Receitas das estações de serviço devem descerO estudo “Estações de Serviço - Mercado Ibérico”, publicado pela Informa D&B, indica que as previsões para o final de 2014 apontam para um ligeiro aumento do volume de combustíveis vendido no conjunto do mercado ibérico, num contexto de melhoria da conjuntura económica e evolução favorável da actividade turística, ainda que a tendência de redução dos preços impeça o crescimento das receitas. Perante este cenário, prevê-se que as estações de serviço no conjunto do mercado ibérico facturem 35.850 milhões de euros, menos 0,6% do que em 2013. Em Portugal, a descida estima-se em 1,2%, enquanto em Espanha deverá ser de 0,5%.

Em 2013, a diminuição da procura e a ligeira redução dos preços provocaram uma quebra de 5,4% nas receitas das estações de serviço de Espanha e Portugal, que se situaram nos 36.065 milhões de euros. A facturação em Espanha foi de 29.500 milhões de euros, menos 5,1% do que em 2012, enquanto Portugal registou uma evolução mais negativa, com uma quebra de 6,7%, até aos 6565 milhões de ruos.

Segundo o mesmo estudo, o volume total das vendas de gasolina e gasóleo em Espanha e Portugal manteve uma tendência descendente durante o período 2010-2013, situando-se no último exercício nos 36,74 milhões de toneladas, menos 3,9% do que em 2012.

Em 2013, o consumo em Espanha foi de 31,21 milhões de toneladas, 4,1% abaixo do valor registado em 2012, enquanto no mercado luso o consumo registou uma descida de 2,7%, situando-se nos 5,54 milhões de toneladas.

Ao todo, 97,2% das vendas totais de gasolina no mercado ibérico são canalizadas através das estações de serviço, participação que no caso do gasóleo se situa nos 77%. Assim, em 2013 as vendas de combustíveis em estações de serviço situavam-se nos 24,91 milhões de toneladas no conjunto do mercado ibérico, dos quais 5,59 milhões correspondem a gasolina e 19,32 milhões a gasóleo.

Em Dezembro de 2013, encontravam-se em actividade 12.537 estações de serviço no conjunto do mercado ibérico. Nessa data, existiam em Espanha 9942 estações, 1,6% mais do que em 2012, não contando com as 675 geridas por cooperativas, enquanto em Portugal o número de estações caiu 0,2% em 2013, situando-se nas 2595.

O estudo revelado indica ainda que a maioria das estações de serviço com actividade no mercado ibérico opera sob marcas de empresas petrolíferas, embora nos últimos anos as grandes cadeias de hipermercados e supermercados tenham aumentado a sua quota de mercado.

Ainda assim, a concentração da oferta no sector é considerável, uma vez que os cinco principais operadores representam 75,5% do valor das vendas no conjunto do mercado ibérico, enquanto a quota dos 10 principais é de 83%.

Pin It