A Ford está a usar drones para inspeccionar equipamentos nas fábricas de motores, mantendo os trabalhadores em segurança no chão. Através de uma simples inovação como é o uso de câmaras montadas em drones, os funcionários da Ford na fábrica de motores de Dagenham, no Reino Unido podem agora executar uma função árdua, mas essencial, em apenas um décimo do tempo normalmente necessário, e sem os riscos de segurança sempre associados a trabalhos em altura. As câmaras permitem inspeccionar em total segurança, pórticos elevados, tubagens e áreas dos tectos daquela unidade de produção de motores Ford.

Até agora, a equipa efectuava estes importantes trabalhos de manutenção com recurso a plataformas elevatórias e andaimes para inspeccionar os pórticos com 40 metros de extensão que sustentam a maquinaria pesada existente na fábrica, sendo que, para inspeccionar todas as áreas, eram necessárias 12 longas horas de trabalho árduo. Agora, com os pés bem assentes no chão e comandando drones equipados com câmaras GoPro, o pessoal da manutenção consegue inspeccionar detalhadamente todas as áreas em apenas 12 minutos.

Desta forma, recorrendo aos drones, todas as instalações da unidade de produção podem ser inspeccionadas em apenas um dia, incluindo zonas de difícil acesso, para garantir que todas as elas estão em bom estado de manutenção e em cumprimento com os rigorosos padrões de segurança.

Ford Drone1

Como refere Pat Manning, responsável pela maquinaria na fábrica de motores de Dagenham, “costumávamos fazer piadas acerca de termos um robô para executar tarefas como mudar uma lâmpada, e que deveríamos era ter um drone para fazer esse tipo de coisas. Normalmente, tínhamos de escalar até 50 metros de altura para fazer as inspecções necessárias no tecto e nas zonas das máquinas. Agora, conseguimos inspeccionar toda a fábrica em apenas um dia, e sem que os nossos elementos corram os riscos associados aos trabalhos em altura.”

Graças à poupança de tempo, as equipas de manutenção de Dagenham podem realizar inspecções mais frequentes, sem terem de encerrar algumas secções para montar os andaimes que eram então necessários. Os drones da Ford estão também preparados para trabalhos de inspecção de tubagens, localização de fugas de ar e inspecção da maquinaria. A empresa está agora a avaliar a possibilidade de usar esta tecnologia alada noutras regiões.

A propósito da Ford Motor Company, será correcto recordar que se trata de uma empresa global com sede em Dearborn, Michigan, a qual projecta, fabrica, comercializa e presta serviços de manutenção a uma gama completa de veículos Ford de passageiros, comerciais, SUV, veículos eléctricos e aos veículos de luxo Lincoln. Fornece ainda serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company e persegue posições de liderança em electrificação, veículos autónomos e soluções de mobilidade, empregando aproximadamente 201.000 pessoas em todo o mundo.

Já em relação à Ford Europa, é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 54.000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 69.000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 24 instalações fabris (16 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e oito em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

Pin It