Apoiado no legado de modelos como o Elise, o Exige ou o Evora, é agora tempo de revelar o novo Lotus Emira, um carro desportivo premium de motor central que incorpora perfeitamente a transformação contínua do negócio e da marca Lotus transportando consigo um design que não engana ninguém: claramente Lotus.

Neste novo modelo concentram-se todas as características que se podem esperar de um Lotus, desde o design marcante ao desempenho dinâmico e emocionante, proporcionando o que há de melhor em sua classe, com uma aerodinâmica excepcional e experiência inigualável.

Em termos práticos, este Lotus Emira representa um salto quântico para a Lotus, transportando uma assinatura de marca e valores essenciais que rapidamente são reconhecíveis na marca britânica, combinados com uma mudança de paradigma nos níveis de conforto, funcionalidade e tecnologia. O Lotus Emira foi desenvolvido sobre um novo chassis de alumínio, procurando tirar o melhor partido de uma tecnologia que a Lotus já mostrou dominar e que surge mesmo no ADN dos carros desportivos da marca.

Com 4,412 mm de comprimento, 1.895 mm de largura e uma altura de 1.225 mm, o Lotus Emira propõe uma distância entre eixos de 2.575 mm, tudo isto para um modelo que deverá chegar ao mercado com a entrada do segundo semestre do próximo ano, inicialmente numa edição “First Edition” que poderá ser equipada com o bloco V6 de 3,5 litros da Lotus. Posteriormente, será a altura da Lotus apresentar o primeiro modelo com um bloco AMG, um 'i4' de quatro cilindros e 2.0 litros turboalimentado.

Aparecendo pela primeira vez como parceiro técnico da Lotus, a AMG está a ultimar a preparação de um motor de quatro cilindros em linha para o Lotus Emira, o qual terá montagem transversal num veículo de tração traseira, com um novo sistema de admissão de ar e novo escape. Entretanto haverá ainda lugar a outro motor, o já conhecido bloco Toyota V6 de 3,5 litros, em qualquer dos casos associados a transmissão manual, automática e dupla embraiagem (DCT).

Como performances prometidas pelo construtor, este Lotus Emira deverá permitir potências a partir dos 360cv para uma aceleração dos 0-100 Km/h em menos de 4,5 segundos e velocidades máximas até aos 290 km/h. O binário máximo será de 430Nm e as emissões de CO2 começarão abaixo de 180 g/km, tudo isto em redor de um modelo que será produzido na fábrica da Lotus em Hethel, Norfolk, isto depois de um invrestimento que o construtor efectuou de mais de 100 milhões de libras nas instalações da empresa no Reino Unido. Refira-se que a primeira apresentação oficial deste modelo deverá acontecer já no próximo mês de Julho entre os dias 8 e 11 do próximo mês, datas nas quais deverá decorrer o Goodwood Festival of Speed.

Lotus Emira em detalhes

O Lotus Emira é o primeiro carro desportivo totalmente novo da Lotus a ser entregue sob o Vision80, o plano estratégico que orienta a transformação da Lotus aquando do seu 80º aniversário que será assinalado em 2028. Apontado como um modelo verdadeiramente global e projetado para vender em todos os principais mercados mundiais, terá a responsabilidade de liderar o reposicionamento e a expansão da rede de pontos de vendas da Lotus antes da chegada de uma família de novos veículos.

Esta responsabilidade colocada sobre o Emira reflecte-se afinal no próprio nome, uma palavra pronunciada como 'Eh-meer-ah' que em várias línguas antigas costuma ser traduzida como 'comandante' ou 'líder'. De facto, este Lotus Emira pretende ser o líder do último grito da Lotus respeitante a modelos com motores de combustão interna, isto antes de abraçar totalmente a eletrificação e uma nova era para a marca no final da década.

Como nota final, a referência ao facto da produção do Lotus Emira, pelas novidades que envolve, obrigou à criação de mais de 200 novas funções de operações na Lotus.

LusoMotores
Pin It