A Uber apresentou esta terça-feira o protótipo daquele que poderá ser o seu veículo voador, um modelo com o qual pretende colocar em marcha um programa através do qual espera poder transportar passageiros pelos ares em cinco anos.

Com uma linha futurista, este modelo para já denominado de aparelho eléctrico de descolagem vertical (VTOL na sigla em inglês) surge com a aparência híbrida entre um automóvel voador e um mini helicóptero. Citado pela AFP, Eric Allison, director do Uber Elevate, o programa aéreo da empresa, disse já que este á apenas “um conceito de veículo” garantindo que em termos  concretos “ainda não existe nada”.

A verdade é que este programa aéreo da UBER motivou mesmo uma conferência de Imprensa onde se ficou a saber que aquela entidade espera que, num futuro próximo, aqueles veículos de que agora se apresentou este protótipo possam vir a sobrevoar cidades como Los Angeles, conhecida por seus eternos congestionamentos de trânsito.

Nikhil Goel, director de produtos do Uber Elevate, explicou que “tal como os arranha-céus aliviaram um problema de aglomeração residencial e comercial, o UberAIR também irá na vertical (...) sendo nosso objectivo melhorar radicalmente a mobilidade global.”

Uber Voador Elevate 001

Uber Voador Elevate 003

Recorde-se que a Uber tinha anunciado no ano passado que esperava fazer a primeira demonstração de seu protótipo em 2020 e a fase comercial três anos depois, tendo os Jogos Olímpicos de 2028 na mira. À partida pensa-se que os voos possam ser permitidos por um piloto, embora a Uber não descarte a possibilidade de voos não pilotados.

“Acreditamos que é possível reduzir os custos para que estes veículos sejam equivalentes a um automóvel”, afirmou Eric Allison, isto enquanto Goel explicava que este veículo voador será totalmente elétrico - e consequentemente não poluente - e que poderá voar com uma velocidade de deslocação entre os 240 a 320 km/h com uma autonomia de 96 km. Para o apoio a estes veículos, em termos de infraestruturas, a Uber mostrou desenhos feitos por empresas de arquitectura dos “vertiportos”, uma espécie de heliporto com várias plataformas a situar no topo dos arranha-céus.

©LusoMotores

Pin It