Portugal de Lés-a-Lés quase esgotadoAs inscrições para a 15ª edição do Portugal de Lés-a-Lés, que estarão abertas até dia 4 de Maio, estão quase esgotadas, uma vez que o pelotão é limitado a 1000 motos . Com o aproximar do evento vai também ficando definido o percurso que, de 8 a 10 de Julho, ligará Fafe a Aljezur, com passagem por Castelo de Vide. O reconhecimento do trajecto da segunda etapa revelou agradáveis surpresas, confirmando a vocação de descoberta de um país único pela grande e animada caravana.

Portugal de Lés-a-Lés quase esgotadoSegundo a organização, as muitas novidades começarão logo nos primeiros quilómetros da tirada inicial, com partida em Fafe, e continuarão no segundo dia da maior maratona mototurística da Europa, na ligação de Castelo de Vide a Aljezur, em percurso longo, quase todo inédito e com muitos troços de verdadeiro deleite para os amantes das paisagens e da condução. A partida da vila alentejana, bem cedo na manhã de dia 10 de Junho, feriado nacional, permitirá apreciar as estradas frescas e viçosas, das mais bonitas de toda a etapa, rumo à merecida homenagem ao cada vez maior número de participantes espanhóis.

Primeira surpresa lançada pela Comissão de Mototurismo da Federação de Motociclismo de Portugal, num dia longo que levará os motociclistas a Ouguela, pequena povoação do concelho de Campo Maior, onde a caravana passou na 7ª edição do Lés-a-Lés. Regresso a local histórico, disputado desde o século XIII por portugueses e espanhóis, através de estradinhas onde a natureza acaricia os aventureiros, oferecendo paisagens de uma suavidade ímpar. Depois, rumo a Elvas, tudo é novo, através de troços raianos e nunca utilizados.

Portugal de Lés-a-Lés quase esgotadoCom Espanha sempre por perto, Juromenha e a sua bela fortaleza são abordadas por um ângulo diferente, com a entrada na localidade do concelho do Alandroal, junto ao Guadiana, larguíssimo graças às águas cativas na albufeira do Alqueva, barragem que fica a cerca de 70 quilómetros em linha recta. Interessante será a visita à Rocha dos Namoradas, curiosa formação geológica localizada em Corval, concelho de Reguengos de Monsaraz, a que o povo atribui a lenda da fertilidade. Este menir que pode ser consultado, como se de um oráculo se tratasse, pelas raparigas casadoiras para saberem o tempo que ainda vão esperar até serem desposadas. Naquele que será o Lés-a-Lés com menos pisos em terra batida, seguem-se as agradáveis estradas de Portel, Vidigueira, Cuba, Aljustrel, Cabo Verde e Almodôvar, uma forma de recuperar fôlego antes de uma parte final extremamente lenta e enredada.

Aliciante de peso no caminho para o Algarve será a utilização de parte da N2 Estrada Património, apreciando a boa recuperação das Casas de Cantoneiro levada a cabo pelos Estradas de Portugal, bem como dos parques e bermas de uma via que parece ter sido desenhada a pensar nas motos. De acordo com os organizadores, este prazer de condução será prolongado na descoberta de um Algarve diferente, a partir do Ameixial, de aldeias paradas no tempo, através de asfaltos estreitos em paisagens de incrível sossego, junto às nascentes do Vascão, Mira e Odelouca. Aqui, em verdadeira viagem à moda antiga, a travessia a vau da ribeira de Odelouca deixa a caravana mais próxima de Monchique, com subida aos 900 metros de altitude do ponto mais alto da região algarvia.

Portugal de Lés-a-Lés quase esgotadoEste local é indicado para recuperar energia para os últimos quilómetros da grande travessia de Portugal Continental, apreciando os odores marítimos da costa de Aljezur e deitando um olhar panorâmico a Odeceixe e Rogil, algumas das terras que serão visitadas pela caravana.

Descendo a ribeira de Seixe, os maratonistas descobrirão algumas das mais belas praias de Portugal, como Odeceixe, Amoreira, Monte Clérigo e Arrifana, nos últimos quilómetros da longa e intensa viagem desde Fafe, rumo ao Castelo de Aljezur, último bastião mouro a ser conquistado por Afonso III no Algarve e um dos sete castelos representados na bandeira portuguesa, testemunho histórico da subida ao palanque dos resistentes mototuristas em conquista de um país de atributos verdadeiramente únicos.

Portugal de Lés-a-Lés quase esgotado
Pin It