GNRMenos 86 acidentes e menos cinco mortos em relação a igual período de há um ano foi o registo da operação Ano Novo da GNR , indicou esta quarta-feira a corporação em nota do Comando-Geral, na qual se pode ler que foram detidos mais de 300 condutores durante os cinco dias da missão.

A operação Ano Novo da GNR contabilizou menos 86 acidentes e menos cinco mortos em relação à homónima missão de fiscalização anterior. No entanto, os militares da GNR detiveram mais de 300 condutores durante as mais de 800 acções diárias da operação, que durou entre sexta-feira e terça-feira passadas, e que era essencialmente direccionada para a condução sob o efeito do álcool, controlo de velocidade e utilização do cinto de segurança.

Nos cinco dias da operação, os 1.770 elementos da Unidade Nacional de Trânsito da GNR e comandos territoriais que se apresentaram diariamente nas estradas portuguesas foram reforçados por elementos das unidades de Segurança e Honras de Estado e de Intervenção e fiscalizaram 44.522 condutores e detiveram 388, dos quais 305 por conduzirem com taxa igual ou superior a 1,20 gramas de álcool no sangue.

Na operação de Ano Novo, que terminou pelas 24h00 de terça-feira, a GNR registou 791 acidentes, menos 86 do que no ano passado, somente duas vítimas mortais (menos cinco), 24 feridos graves (mais quatro) e 227 feridos ligeiros (menos 43).

Pin It