FordFiesta-EcoBoost01Após termos dado conta, nas últimas duas semanas, de uma campanha da Ford sobre o novo Fiesta, disponível a partir dos 13 mil euros, também nós fomos conhecer esta pérola

Honda VisionNum mercado que no mês de Junho reflectiu a evolução negativa que se tem registado na economia, a Honda continua a registar uma vitalidade invejável. Mesmo quando a evolução dos novos modelos, não é tão evidente quanto parece.

Triumph Street Triple 675Em termos de marca a Triumph é das mais antigas no panorama mundial, e no Reino Unido em 2009, chegou mesmo a ser considerada como a mais rentável empresa do sector automóvel, tendo produzido mais de 50.000 unidades. É um facto que ao longo do historial de mais de um século, as coisas nem sempre foram fáceis, e nestas últimas décadas a fábrica chegou mesmo a fechar (1982) e mais tarde a arder...

Honda DN-01Vista de lado a DN-01 da Honda faz lembrar aqueles veículos futuristas, que até há pouco tempo faziam parte dos filmes de ficção. Um olhar para a traseira, indica algumas alterações face à estética vigente. Na frente, e com alguma inspiração nas “super sport” o desenho é de tal forma afilado que acaba por ser desproporcionado face aos enormes espelhos retrovisores com pisca integrado. Da VFR, a DN-01 adoptou a configuração da roda traseira, que aloja do mesmo lado, a transmissão, a fixação da roda e o disco de travagem do sistema combinado CBS conjugado com o de anti-bloqueio ABS.

Triumph Sprint ST em movimento é uma moto com uma personalidade muito própria que prima pela diferençaDe acordo com a designação “Sprint ST” a Triumph apresenta uma moto, que facilmente deixa antever a respectiva vocação. E mesmo que não existam auto-estradas isentas de limites de velocidade, esta tricilíndrica concede diversas surpresas a quem se senta atrás do depósito. Uma das surpresas, está na forma como reage o motor… às ‘rotações’ do punho direito.

BMW GSAo atentarmos na gama GS da BMW damos conta de pormenores como o preço, bem como algumas características técnicas, que nos despertam a atenção, enquanto a imagem de marca e a panóplia de versões, aguçam o desejo, tornando esta gama bem distinta das propostas apresentadas pelos diferentes concorrentes no mercado.

Honda SH 300iEstreita na largura e ligeira na imagem, a SH 300 i faz parte de uma tipologia de “scooters” que não deixam antever o que realmente concedem! Uma das surpresas está nas acelerações conseguidas, e mesmo nas reprises, esta Honda não deixa de revelar alguma aptência para o tráfego em estrada, em percursos acidentados e sinuosos. No entanto e se pensarmos em condução em estrada, a inexistência de uma protecção aerodinâmica faz-se sentir, e por isso a Honda propõe o pára-brisas como opcional.