Tal como referi na crónica anterior, não me parece que a junção dos campeonatos de Ralis tenha sido proveitosa

. Se houve efectivamente um numero consideravel de participantes nos “Serras de Fafe”, não me parece que fosse superior à soma de participantes do antigo Rali de Montelongo do Open de Ralis, mais os do anterior Serras de Fafe do “nacional”.

A melhoria verificada sobretudo em qualidade dos concorrentes no Rali Serras de Fafe, nada teve a ver com a junção dos campeonatos, (nomeadamente com o aparecimento de novos carros, e com o regresso de alguns pilotos, como o Bernanrdo de Sousa, o José Pedro Fontes e o Miguel Campos) que apareceriam quer os Campeonatos estivessem juntos ou não. Indubitavel é a perca de protagonismo dos participantes do Open, quanto a mim, principal vitima da junção, como se vê!

Mas tudo isto vem um pouco a proposito, não tanto desta minha postura com esta junção, mas antes de um principio que está por detrás destas atitudes: Tenta-se salvar o automobilismo com novas regras (e já vimos que no que se refere a custos as teorias morrem por terra!), mas não vi ainda nenhuma atitude extra a um “politicamente correcto” para um efectivamente correcto, ou seja, ainda não vi pegar o boi pelos cornos.

Quero com isto dizer, que, para além dos participantes “top”, é importante aumentar o numero de participantes de meio da tabela de inscritos. Estes, para além de necessitarem naturalmente de um automobilismo barato, vivem muito do ambiente que as provas lhe podem dar, e aí sim, ficaria muito contente se houvesse da parte das organizações um esforço para criar um bom ambiente à voltas das competições, de modo a que, quem gasta dinheiro próprio, fique com vontade de ir passar um fim de semana às corridas. Aqui, chamo a atenção nomeadamente para os horários da competições, ou, no minimo, da forma como é organizada a cerimonia de pódio, promovendo a parte social.

Por outro lado, as marcas, que apesar da crise que vivem (vivemos!), conseguiriam concerteza com um pequeno esforço estar de alguma forma presentes, e não estou a referir-me a nenhuma presença directa como participante, (que muito desejaria!), ou com um Troféu (tão necesário!), mas com algum “folclore” publicitário que muito alimentaria o aspecto dos “paddock” . Assim houvesse vontade...

NunoRSilva

Nuno Rodrigues da Silva

Pin It